Idosos com nomes iguais são enterrados em cidades diferentes, hospital emite nota

Por Redação | 13 de abril de 2021 às 14:00

Dois homens com nomes iguais foram ‘trocados’ de familiares no último domingo (11), após ser confirmada as mortes de ambos na Unidade de Emergência do Agreste, localizada na cidade de Arapiraca.

Emanoel Ferreira Lima, de 77 anos, da cidade de Delmiro Gouveia morreu vítima de infarto e outro home, de mesmo nome, natural de Olho d’Água das Flores, foi vítima da covid-19. Ainda de acordo com as informações, os corpos foram colocados no necrotério e quando a família delmirense foi retirar o corpo, reconheceu que o de Olho d’Água das Flores seria o do idoso de Delmiro Gouveia, pois a fotografia colocada junto ao saco que isola o corpo era do idoso que residia no Bairro Novo.

O Hospital emitiu uma nota onde explica que ocorreu uma troca nas fichas. Também explicou que essa é a primeira vez que ocorre a situação. A nota também explica que foi aberto um processo administrativo para apurar o caso.

 

Leia a nota:

“Nunca ocorreu esse tipo de episódio no hospital. O HE do Agreste foi o primeiro hospital em Alagoas a criar o Núcleo de Segurança do Paciente (NSP), para garantir um atendimento cada vez mais humanizado aos usuários da unidade pública de saúde.

Nesse caso específico, o outro paciente tinha era homônimo, ou seja, ambos tinham os mesmos nomes.

A enfermeira de plantão, por um equívoco, colocou a ficha no outro paciente e ocorreu a troca.

A direção do hospital já conversou com familiares dos pacientes, explicou o motivo da troca e abriu um procedimento administrativo interno.”

Deixe aqui seu Comentário

Radar notícias © 2014 - 2021 Todos os direitos reservados.