Operação resulta na apreensão de arsenal e nove pessoas são presas no sertão alagoano

Por | 27 de março de 2015 às 15:44

11086371_896286793756720_173303733_oUma operação desencadeada pela Polícia Militar (PM) desde às 2h da madrugada desta sexta-feira (27) nos municípios de Ouro Branco, Olho D’água das Flores, Palestina e São José da Tapera resultou na prisão de nove pessoas e na apreensão de várias armas de fogo e munições.

 

Os presos foram identificados como José Carlos Fernandes Silva, 52; Antônio Vieira da Silva; Ivan Amorim Nere, 53; Otacílio dos Santos; Claudeam Vieira Alcântara, 29; Carlos Vieira Alcântara, 68; José Edmilson Timóteo dos Santos, 40; Romilton da Silva Wanderley, 49; e José Vitorino da Silva, 59.  Com eles foram apreendidas 24 armas de fogo, sendo um fuzil calibre 556, três revólveres calibres 38 e um calibre 357, uma pistola 380 e 18 espingardas de diversos calibres, entre eles 12, 36 e 28.

 

Com os acusados, também foram apreendidas mais de 400 munições de diversos calibres (12, 380, 44; 38, 7.62, 36 e 28), além de um par de algemas, binóculos, capuz e celulares. O material apreendido e os presos foram levados para as delegacias distrital de Olho D’água das Flores e regional de Batalha (3ª-DRP), onde foram autuados em flagrante delito pelos crimes de posse, porte e comercialização ilegais de armas de fogo.

 

Segundo o capitão Winston Santana, comandante da operação e do setor de inteligência do Comando do Policiamento de Área do Interior (CPAI-1), os presos vinham sendo monitorados pela polícia há quase um mês. Ainda de acordo com o oficial, a ação é uma continuação da Operação Sertão Mais Tranquilo, deflagrada pela PM desde fevereiro deste ano.

 

Foram cumpridos nove mandados de busca e apreensão, expedidos pelos juízes Alfredo Mesquita, titular da comarca de Olho D’água das Flores, e Carlos Henrique Duarte, da comarca de São José da Tapera. As ordens judiciais foram solicitadas pelos respectivos promotores de justiça das duas comarcas, Napoleão Amaral e Luiz Tenório.

 

As ações foram coordenadas pelos comandantes do CPAI-1, tenente-coronel Walter do Valle, e do 7º Batalhão, tenente-coronel Marcos. Participaram 12 militares do setor de inteligência do CPAI-1 e do Pelotão de Operações Especiais (Pelopes-7º-BPM).

 

Os trabalhos foram acompanhados pelo Secretário de Estado da Defesa Social e Ressocialização, Alfredo Gaspar Mendonça, e o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Paulo Lima Júnior.

 

 

Deixe aqui seu Comentário

Radar notícias © 2014 - 2024 Todos os direitos reservados.