Pandemia segue ainda em descontrole em Alagoas, aponta Observatório Ufal

Por Redação | 24 de maio de 2021 às 18:00

Foto: Ascom / Sesau

Há mais de dois meses sob toque de recolher, entre outras restrições, Alagoas ainda apresenta sinais de descontrole da pandemia. A última atualização do Observatório Alagoano de Políticas Públicas Para Enfrentamento à Covid-19, da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), obtida pelo TNH1 na manhã desta segunda-feira (24), informa que dados apontam para o descontrole da transmissão do novo coronavírus e pontua a alta nos casos suspeitos e na ocupação de leitos de UTI para tratamento da doença durante a 20ª Semana Epidemiológica (SE) de 2021, isto é, entre os dias 16 e 22 deste mês.

Conforme o Observatório, a ocupação dos leitos de UTI manteve a tendência de alta observada na semana anterior, fazendo com que a ocupação chegasse a 85% no último dia 20. Já no sábado (22), segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), 312 leitos de UTI disponibilizados pela rede pública estavam ocupados, o que corresponde a uma taxa de ocupação de 81%, acima do limite de 80% recomendado pelo Comitê Científico do Consórcio Nordeste para adoção de medidas mais rígidas de controle, a exemplo do lockdown.

Reforçando os indícios de descontrole da pandemia, o número de casos suspeitos registrou uma forte aceleração, chegando a 15.360  no último sábado, um dos mais altos registrados desde o início da pandemia.

Casos confirmados e óbitos 

O boletim do Observatório diz que foram registrados 4.359 casos e 111 óbitos na 20ª SE, que correspondem a uma redução de 9% e 3%, respectivamente, em relação à semana anterior. Na 1ª Região de Saúde, que abrange municípios próximos à Maceió, no entanto, a incidência de casos confirmados foi o dobro da semana anterior. Com relação aos óbitos, cinco localidades apresentaram aumento.

“Os números apurados ao final da 20ª SE reforçam as preocupações com o descontrole da pandemia da Covid em Alagoas, que é evidenciada pelo aumento de casos suspeitos e ocupação dos leitos de UTI, que ultrapassou novamente os 80%. Nesse contexto, enquanto não conseguimos aumentar significativamente a cobertura vacinal, as medidas de controle são essenciais para que evitemos o colapso da rede hospitalar e o aumento do número de óbitos” ressaltou o coordenador do Observatório, Gabriel Bádue.

Imunizados com a 2ª dose só são 12% em AL

De acordo com o Observatório, na 20ª SE foram aplicadas 82.865 doses de vacinas contra a Covid em Alagoas, 7% a mais em relação à semana anterior.  Com isso, o estado contabiliza 869 mil doses aplicadas: 606 mil com a primeira dose e 263 mil já com a segunda, que correspondem a 28% e 12% da população adulta alagoana, respectivamente.

“Evidências científicas demonstram que a vacinação é o caminho mais eficiente para que saiamos da atual situação. É imprescindível que todos os esforços sejam realizados para acelerar o processo de vacinação”, traz o relatório.

Fonte: TNH1 

Deixe aqui seu Comentário

Radar notícias © 2014 - 2021 Todos os direitos reservados.