Reajuste em tarifa energética é criticado por deputado Ronaldo Medeiros

Em menos de um ano, os consumidores residenciais acumulam 16% e setor industrial, 25%

Por Assessoria Parlamentar | 3 de maio de 2021 às 0:41

Os alagoanos passarão a pagar 8,62% a mais na tarifa de energia elétrica à Equatorial a partir deste mês de maio. O deputado Ronaldo Medeiros (MDB) criticou o aumento na conta em um momento de pandemia e argumenta que isso prejudicará os consumidores. O reajuste foi aprovado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

O aumento é o segundo em menos de um ano – o último aconteceu no mês de julho do ano passado – e atinge as 1,17 milhão de unidades consumidoras no estado. Ainda assim, a Aneel informou que o novo quadro tarifário foi feito com esforço para manter-se em um dígito.

“No segundo ano de pandemia, a distribuidora já acumula um reajuste de 16% para os consumidores residenciais. Na indústria, esse valor soma mais de 25%. O trabalhador brasileiro só tem acumulado perdas ao longo deste período e é fruto das ações do Governo Bolsonaro”, argumenta o deputado Ronaldo Medeiros.

A fatura do consumidor residencial terá um aumento de 6,53%; para o consumidor de baixa tensão, o valor é de 7,92%; já a indústria, terá 13,03% a mais na conta.

Deixe aqui seu Comentário

Radar notícias © 2014 - 2021 Todos os direitos reservados.