Mata Grande: ex-secretário e pregoeira negam acusações e diz que é mais uma armação

Por Redação | 24 de janeiro de 2018 às 18:33

 

O ex-secretário de finanças, Aquilles Mandú, filho do então prefeito Erivaldo Mandú que foi afastado do cargo, acusado de efetuar pagamentos para vereadores beneficiar projetos, voltou a negar as acusações do atual grupo político e mais uma vez afirmou que está sendo alvo de armação, ele também contou que o seu pai está sendo ameaçado para renunciar ao cargo.

 

Nesta quarta-feira, 24, um site de notícias divulgou uma matéria contendo áudios de uma mulher que teria vencido uma licitação para fornecer quentinhas na gestão do então prefeito afastado.

 

Aquilles explicou que as acusações se trata de mais uma jogada política do grupo de Franklin Lou e os Brandão. “O total da pouco mais 72 mil comprados a ela e não um 1,5 milhão como eles falam, vamos processar a todos, pois já disponibilizei meus sigilos bancário e telefônico para a justiça tomar conhecimento, nunca liguei pra ameaçar ninguém, imagine uma senhora desorientada e seu esposo que devem terem comido bola da equipe do interino junto com os Brandão, ainda mais não fomos nós que tínhamos empresa de transporte fantasma que toda justiça já tem conhecimento disso, eles eram que faziam desse tipo de falcatrua.” Rebateu Aquilles Mandú.

 

Já a antiga pregoeira Ana Maria enviou uma nota e disse: “Eu, Ana Maria, venho esclarecer um áudio que anda circulando a respeito de um valor inexistente. Quero deixar claro e explicar sobre o Processo Licitatório n 08/2017. Que tem como objeto (fornecimento de quentinhas e coffee break.) O valor licitado foi de R$ 1.051.500,00 sendo que somente uma empresa pegou o edital e participou do certame. Foi cumprido o que a Lei determina do prazo de disponibilidade do Edital, publicado no Diário Oficial de Alagoas e no Jornal tribuna de Alagoas. Considerando que foi Registro de Preços onde o Gestor contratou somente R$ 588.450,00 para atender as necessidades das secretarias da Prefeitura. O referido processo encontra-se na Prefeitura para a disposição de qualquer cidadão matagrandense para confirmar se o que eu digo é verdade ou não.

 

O que é errado são pessoas esclarecidas tentarem ludibriar a população com mentiras. Em nenhum momento o valor de R$ 2.500.000,00 será encontrado no processo licitatório n 08/2017 que tem como objeto (registro de preços de quentinhas e coffee break) que somente compareceu a empresa (Eliane da Silva Oliveira) que venceu o certame.” Confira os arquivos, clicando AQUI.

 

Deixe aqui seu Comentário

ENQUETE
  • Você está tomando os cuidados necessários para o coronavírus?

    Carregando ... Carregando ...
  • INSTAGRAM
    Radar notícias © 2014 - 2020 Todos os direitos reservados.