Prevendo conflitos em AL, 540 detentos são transferidos para o Presídio de Segurança Máxima

Por Cada Minuto | 15 de janeiro de 2017 às 18:36

37fea9b2-4680-43e8-afc5-c88735004f37Por decisão do governador Renan Filho, uma operação conjunta entre a Secretaria de Segurança Pública (SSP/AL) e a Secretaria de Ressocialização e Inclusão Social (Seris), transferiu 600 reeducandos neste domingo, 15, para outros presídios a fim de evitar possíveis confrontos entre facções e rebeliões como vem ocorrendo em outros estados do país.

 

De acordo com o secretário da Seris, Marcos Sérgio, 540 reeducandos serão transferidos para o novo Presídio de Segurança Máxima (PSM) e o restante para outras unidades prisionais. “O objetivo dessa movimentação é separar cada vez mais essas facções. Assim, nós preservamos a vida deles, das visitas e dos servidores que lá trabalham”, disse o secretário.

 

Segundo o presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários de Alagoas (Sindapen), Kleyton Anderson, após revista do Grupo de Escolta, Remoção e Intervenção Tática (Gerit/COP), foram encontradas dezenas de objetos cortantes, celulares e drogas no módulo 1 do Cyridião Durval, onde estavam a maioria dos detentos.

 

Militares do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), Batalhão de Polícia de Radiopatrulha (BPRp) e os helicópteros Falcão 2 e Falcão 3, estiveram fazendo a patrulha e a condução dos presos para os presídios.

 

ea1bd87f-7190-4316-be9d-689ff8c97f92

Deixe aqui seu Comentário

Radar notícias © 2014 - 2024 Todos os direitos reservados.