Vigilante da CHESF que foi alvo de criminosos em Piranhas não resiste e morre em UTI de Arapiraca

Sebastião Marcondes Dias Lima, 53 anos, estava internado desde o domingo, 29, quando foi alvejado com dois tiros no rosto.

Por Ítallo Timóteo | 3 de fevereiro de 2017 às 9:29

vigespanc (6)
Engenho de notícias.

O vigilante Sebastião Marcondes Dias Lima de 53 anos, não resistiu aos ferimentos morreu no início da manhã desta sexta-feira, 3, na cidade de Arapiraca, agreste de Alagoas. Sebastião trabalhava na Companhia Hidroelétrica do Rio São Francisco (CHESF) em Piranhas, sertão de Alagoas, quando foi alvo de criminosos.

 

De acordo com Davi, assessor de comunicação da Unidade do Estado (UE), Daniel Houly, o homem estava internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em Arapiraca, desde o domingo, quando foi atingido. Ele ficou internado por quatro dias, mas não resistiu aos ferimentos e morreu nesta sexta-feira.

 

Marcondes foi alvejado com cerca de dois tiros no rosto, um dos disparos transfixou a cabeça da vítima, além disso ele chegou a ser espancado e teve a arma de trabalho – um revólver calibre 38 levado pelos bandidos.

 

O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Arapiraca. O crime será investigado pelo delegado Leonan Pinheiro, titular da delegacia municipal.

 

Errata: a princípio, o portal teria recebido informações da Polícia Civil que o vigilante teria tido morte cerebral, porém a informação foi descartada pelo setor de comunicação da unidade de saúde.

Deixe aqui seu Comentário

Radar notícias © 2014 - 2024 Todos os direitos reservados.