Acusado de lesar garotos de Inhapi e de outras cidades que sonhavam jogar futebol se defende

Por Redação | 2 de outubro de 2014 às 2:45

Alan Nunes nega todas as acusações que lhe são atribuídas
Alan Nunes nega todas as acusações que lhe são atribuídas

O homem investigado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro usou a sua página no Facebook para negar as denúncias de que teria abandonado 38 alagoanos, entre 13 e 21 anos, em um sítio em condições subumanas. Os jovens são esperados em Alagoas nesta quarta-feira, dia 1º de outubro.

Alan Nunes Silva, 25 anos, que é candidato a deputado estadual pelo PRTB, é acusado de levar os jovens há cerca de 40 dias com a promessa de jogar nos times do Vasco da Gama e Fluminense, ambos do Rio de Janeiro. Familiares dos jovens teriam pago mais de R$ 500 ao ‘olheiro’.

No entanto, a Secretaria Estadual de Direitos Humanos do Rio de Janeiro descobriu que os meninos eram submetidos a condições indignas numa casa alugada em Guapimirim, na Baixada Fluminense, violando diversos artigos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Sem autorização formal dos pais para estarem no Rio, dividiam um único banheiro e eram os responsáveis por limpar a casa e lavar as roupas. O Ministério Público ajuizou uma ação civil pública, e o grupo volta esta semana para Alagoas.

Por meio do seu face, Alan Nunes nega todas as acusações, afirma que não está foragido e diz que estava repassando os recursos que garantiriam a alimentação dos meninos. Nunes alega, ainda, que estava finalizando o estatuto de um clube, que usaria para agenciar os atletas e posteriormente negociá-los com clubes da 3ª divisão do Campeonato Carioca. Veja, na íntegra, a defesa do acusado:

“Venho através desse esclarecer alguns comentários que foi criado por pessoas mau caráter que especularam que estava foragido. Se estivesse foragido mim apresentaria da mesma forma que compareci no sítio quando fui denunciado há 15 dias. Também quero esclarecer os comentários que surgiram sobre os garotos estavam até passando fome. Todo dia, eu, ALAN NUNES, transferia o dinheiro da alimentação dos garotos, tenho nota do banco e do mercado. Rebanho de canalhas, tenham vergonha na cara de vcs, tenham pelo menos dignidade, se vcs sabem o que é isso, e referente ao contrato dos garotos estava montando o estatuto do Manchester Brasil para federar o clube e usaria o projeto gool de placa para agenciar os garotos. Graças a Deus consegui muito conhecimento no futebol e iria encaminhar os garotos para disputar a terceira divisão do carioca e assim ficaria mais fácil de negociar esses garotos, estão tentando até mim colocar como tráfico de crianças, mas já estou providenciando o restante dos documentos dos garotos.

Esses foram os meus crimes no inquérito da Policia Cívil de Guapimirim-RJ consta que não foi encontrada nenhuma irregularidade, mesma coisa o laudo do conselho tutelar.

Fico muito triste pela falsidade de pessoas que pensei que eram meus amigos, pessoas que estendi a mão e só fizeram me apunhalar pelas costas, mas agradeço a todos os Judas que conheci, pois me mostrou realmente quem são as pessoas que estavam comigo, tenho amigos de verdade que me ligam, me aconselham, tenho enorme gratidão a todos vcs, não irei mais me manifestar através do face ou outro meio de comunicação, só postei por causa dos covardes que fizeram comentário para denegrir minha pessoa, daqui pra frete qualquer comentário que surgir irei resolver perante a justiça, e os garotos que irão retornar irei encaminhar ao Rafael ( empresário dos gêmeos ) e os que duvidaram da minha pessoa fiquem com Deus que vcs possam conseguir vencer na vida de coração”.

Deixe aqui seu Comentário

ENQUETE
  • Você está tomando os cuidados necessários para o coronavírus?

    Carregando ... Carregando ...
  • INSTAGRAM
    Radar notícias © 2014 - 2020 Todos os direitos reservados.