Por 6 a 3, desembargadores decide volta de Erivaldo Mandú a prefeitura de Mata Grande

Votaram a favor: Sebastião Costa Filho, Tutmés, Fernando Tourinho, Zé Caros, Maurílio e Pedro. Contra: Paulo Lima, Kleber Loureiro e Augusto.

Por Ítallo Timóteo | 17 de abril de 2018 às 13:14

 

Foi encerrado o julgamento de Erivaldo Mandú. Os desembargadores decidiram por medida cautelar que ele voltasse a prefeitura de Mata Grande.  Seis desembargadores votaram a favor e três contas.

 

Os desembargadores tiveram uma decisão cautelar. Com a votação, Erivaldo Mandú volta automaticamente ao cargo de prefeito de Mata Grande. Os vereadores acusados de receber propina continuam fora do cargo.

 

Votaram a favor: o relator Sebastião Costa Filho, Tumés, Fernando Tourinho, Zé Carlos, Maurílio e Pedro. Votaram contra: Paulo Lima, Kleber Loureiro e Augusto.

 

Ainda segundo o relator, Erivaldo Mandú não poderá sair do estado de Alagoas, a não ser que comunique a justiça. Um novo julgamento será realizado para definir o futuro político da cidade.

Deixe aqui seu Comentário

Radar notícias © 2014 - 2021 Todos os direitos reservados.