Prefeito e primeira-dama são flagrados fazendo campanha ilegal para candidato a deputado

Por CADA MINUTO | 4 de outubro de 2014 às 18:25

LUCAS MALTAUma denúncia anônima levou a Polícia Federal, o Ministério Público Estadual e a Justiça Eleitoral a flagrarem, nesta sexta-feira (03), um crime eleitoral envolvendo o prefeito de Santana do Ipanema, Mário Silva, e a primeira-dama e secretária de Educação do município, Renalda Martins Silva. Segundo foi constatado pelos órgãos, os gestores convocaram uma reunião com servidores para pedir voto ao candidato a deputado estadual Bruno Toledo (PSDB).

 

À reportagem do CadaMinuto, a chefe de cartório da 19ª Zona Eleitoral de Santana do Ipanema, Maria Luiza Chaves, afirmou que Mário e Renalda estavam em uma chácara com servidores da Educação, entre funcionários e professores, fazendo campanha para o postulante ao Legislativo com a distribuição de santinhos. Ela explicou que, conforme prevê a calendário da Justiça Eleitoral, o prazo para realização deste tipo de reunião foi encerrado ontem (02), passando a ser caracterizado como crime.

 

Maria Luiza afirmou que o flagrante foi feito pelo delegado Daniel Granjeiro, da PF, que confeccionou um Termo Circunstancial de Ocorrência (TCO) por Crime Eleitoral. Questionado, o prefeito Mário Silva alegou desconhecer a proibição referente à realização das reuniões de campanha.

 

O caso foi denunciado e passará a ser investigado pelo MPE e pela Polícia Federal.

Deixe aqui seu Comentário

ENQUETE
  • Você está tomando os cuidados necessários para o coronavírus?

    Carregando ... Carregando ...
  • INSTAGRAM
    Radar notícias © 2014 - 2020 Todos os direitos reservados.