Psicóloga explica como obter saúde mental em tempos de pandemia

Por Emerson Emídio - Jornalista - MTE 2033/SE | 4 de maio de 2020 às 14:00

Foto: Divulgação

Com a chegada da pandemia da Covid-19 (novo Coronavírus) em todo o mundo, os processos sociais mudaram e os seres humanos precisaram distanciar as relações.

E com todo esse turbilhão de incertezas, muitas vezes, a saúde mental acaba sendo afetada. Partindo deste pressuposto, o portal Radar Notícias, conversou por aplicativo com a psicóloga Jalane Maia, para falar sobre o assunto.

Ela é psicóloga clínica e escolar formada pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Especialista em psicossomática pelo Instituto Junguiano da Bahia (IJBA).

Mestra em extensão rural pela Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), com pesquisa em prevenção de suicídio em escola com adolescentes rurais, capacitada em suicidologia pelo cisvasf.

É psicóloga escolar do colégio Montessori na cidade de Paulo Afonso há 12 anos. Atua em seu consultório particular, na clínica Salud. E neste período de distanciamento social, está atendendo de forma on-line.

Questionada sobre a falta de emprego em tempos de pandemia, ela explica que o melhor, no momento, é pensar na Saúde. “Também é preciso buscar os programas de auxílio emergencial, promovidos pelo Governo Federal. As pessoas também contam com a solidariedade da família, empresas e ONG’s. Mas nesse primeiro momento, é esfriar a cabeça e cuidar da saúde mental”, afirma.

Nos tempos de pandemia, é comum que as pessoas fiquem com tempo ocioso. Jalane fala sobre alguns exercícios que podem ser realizados. “Eles ajudam na saúde mental. Um deles, é o exercício de respiração. Para quem gosta, a meditação também é uma boa opção para este momento. Alongamento é uma excelente pedida. Todas essas opções podem ser encontradas através das redes sociais, no Youtube e Google”. “Para as que preferem musculação, pilates, entre outras, pode adaptar e realizar na sala ou outro ambiente da sua residência”, ressalta.

Crianças e à pandemia

Quando o assunto gira em torno das crianças, a psicóloga explica que é preciso conversar sobre o momento. “A conversa tem que ser tranquila, transparente e abordando dos perigos que a doença traz para nossa vida, bem como os cuidados de higiene com o nosso corpo”. “A depender da idade, os pais podem utilizar livros gratuitos, disponibilizados na internet, que contam a situação de forma lúdica”, elenca.

Para os que estão sofrendo com à pandemia da Covid-19, Jalane Maia aborda que esses sentimentos são comuns. “É a primeira vez que estamos vivendo uma pandemia nesta magnitude. Qualquer pessoa comum pode apresentar esse quadro. A primeira dica para que haja uma vida saudável é quando a gente sintetiza as informações que recebe. É preciso filtrar tudo o que a gente recebe, ler fontes confiáveis”. “A segunda dica é buscar conversar com pessoas da sua confiança, principalmente aquelas que não julgam seus sentimentos. Faça contatos telefônicos e videochamadas, para que você possa se sentir mais tranquilo e na esperança de dias melhores”, finaliza.

 

Deixe aqui seu Comentário

ENQUETE
  • Você está tomando os cuidados necessários para o coronavírus?

    Carregando ... Carregando ...
  • INSTAGRAM
    Radar notícias © 2014 - 2020 Todos os direitos reservados.