“Fui pega de surpresa”, diz vereadora Fabíola Marques sobre o pedido de afastamento dela divulgado pelo MPE

Por Redação Radar Notícias | 5 de outubro de 2019 às 9:00

Foto: Arquivo pessoal

A vereadora Fabíola Marques (PSL) conversou com a reportagem do Radar Notícias para falar sobre o pedido de afastamento dela da Câmara de Vereadores de Delmiro Gouveia, em ação penal do Ministério Público Estadual (MPE/AL).

Ela diz estar surpresa, mas bem tranquila. “Fui pega de surpresa, não sei do que se trata. Não faço parte de licitação. Estou tranquila e com a consciência limpa que nada fiz afirma.

Ainda de acordo com a vereadora, ela foi citada em uma delação por alguém que, segundo ela, desconhece quem seja. “Fui citada numa delação por uma pessoa que não sei quem é, para eu ficar impedida de votar na cassação do padre”, acrescenta.

Entenda o caso

A ação penal foi solicitada no dia 26 de setembro, através do procurador-geral do Ministério Público Estadual (MPE), Alfredo Gaspar de Mendonça Neto.

O MPE solicitou ao Tribunal de Justiça (TJ/AL), a prisão do prefeito e dos vereadores, Ezequiel de Carvalho, conhecido como Kel (PSB), presidente da Casa Legislativa; Fabíola Marques (PSL), Francis de Assis, conhecido como Kinho (PRB), Júnior Lisboa (MDB) , Raimundo Valter, conhecido como Casa Grande( PPS), Marcos Costa (MDB), além do ex-vereador do município, Valdo Sandes, que também foi prefeito interino.

Na lista de secretários, Patrícia Brasil, da pasta do Turismo, Estevão Firmão,  de Agricultura, Jasiel Belizário, a frente da pasta Meio Ambiente e Paulo Campos, chefe de gabinete, tiveram o pedido de afastamento dos cargos solicitado pelo procurador-geral.

Os secretários que já passaram pela gestão e que hoje em dia, não exercem nenhuma função, também aparecem na lista de afastamento. São eles: Silvio Clécio (Governo), Raul Santos (Finanças), Pedão (Infraestrutura), Lurdinha (Assistência Social), Ib Heber Pita (Saúde), Luciano Aguiar (Meio Ambiente), entre outros.

Gilberto Pitágoras que está à frente da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), também aparece como solicitado para ser afastado do cargo.

Ao todo, 57 nomes são citados pelo órgão que determina que os mesmos não disponham de cargo público no município.

Deixe aqui seu Comentário

ENQUETE
  • Você está tomando os cuidados necessários para o coronavírus?

    Carregando ... Carregando ...
  • INSTAGRAM
    Radar notícias © 2014 - 2021 Todos os direitos reservados.