Lan house é alvo de operação da PF contra falsificação de documentos, no interior de Alagoas

Por | 5 de abril de 2024 às 11:52

A investigação sobre um suposto esquema de emissão de documentos falsos, que estaria ocorrendo na cidade de Atalaia, Zona da Mata de Alagoas, mobilizou policiais federias nessa quinta-feira (4). Computadores, impressoras e documentos foram recolhidos de uma lan house do município, apontada como local usado para o crime. Ninguém foi preso.

A Polícia Federal explicou que as investigações tiveram início após a prisão em flagrante de um homem que estava na condução de uma moto na BR-316, com sinais de embriaguez e sem o uso do capacete. Na ocasião, o motociclista foi abordado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Ele apresentou documento de CRLV-e falso e foi conduzido até a sede da PF, no bairro de Jaraguá, em Maceió.

Segundo a polícia, o documento questionado foi periciado, e houve a confirmação de que se tratava de um CRLV-e falso, emitido a partir de uma certidão verdadeira. A PF reforçou que o QRcode do documento apresentado era verdadeiro, embora remetesse a um veículo de passageiros, e não a uma motocicleta, que era guiada pelo suspeito preso.

Com o começo das apurações, a PF chegou ao proprietário do veículo de passageiros, que disse ter providenciado a renovação do licenciamento e emissão dos documentos do carro em uma lan house, na cidade de Atalaia. Os policiais observaram então que aquele estabelecimento era o mesmo onde o motociclista preso alegava ter emitido o CROV-e falso.

Após emissão de mandado de busca e apreensão, nessa quinta-feira, os policiais federais estiveram no estabelecimento e apreenderam computadores, impressoras e documentos que serão analisados a fim de confirmar as suspeitas de que no local são falsificados documentos públicos.

Os envolvidos podem responder pelo crime de falsificação de documento público, cuja pena é de dois a seis anos de reclusão.

Deixe aqui seu Comentário

Radar notícias © 2014 - 2024 Todos os direitos reservados.