Polícia Civil identifica autor de fake news sobre bairro do Pinheiro

Compartilhamento de notícias falsas pode ser punido civil e criminalmente, alerta delegado

Por Agência Alagoas | 11 de abril de 2019 às 15:30

Delegado afirma que outras pessoas estão sendo investigadas em inquéritos da DeicAscom PC/AL

 

A Polícia Civil de Alagoas já identificou um dos autores de fake news (notícias falsas) que estão sendo divulgadas nas redes sociais sobre a situação dos bairros do Pinheiro, Mutange e Bebedouro, em Maceió, e que vêm causando pânico à população.

 

O caso vem sendo investigado por uma equipe de policiais civis comandada pelo delegado Thiago Prado, da Divisão Especial de Investigações e Capturas (Deic), responsável por apurar crimes cibernéticos.

 

O delegado explicou que outras pessoas estão sendo investigadas, em inquéritos abertos naquela unidade policial. A criação e divulgação das fake news, segundo ele, trata-se de uma contravenção penal que pode ser punida civil e criminalmente.

 

“Há quem pense que as redes sociais podem ser usadas de forma irresponsável, e que não serão identificados. Não é assim. A polícia dispõe de mecanismos de investigações para chegar a essas pessoas que espalham essas notícias falsas”, disse o delegado, destacando que compartilhar essas fake news também gera punição.

 

As informações oficiais sobre o fenômeno que afeta os bairros do Pinheiro, Mutange e Bebedouro estão disponíveis nos sites da Prefeitura de Maceió (www.maceio.al.gov.br/defesacivil), pinheiro.al.gov.br e do Serviço Geológico do Brasil – CPRM (www.cprm.gov.br), que comanda os estudos nas áreas atingidas.

Deixe aqui seu Comentário

ENQUETE
  • Reforma da previdência, você é a favor ou contra?

    Resultado da Enquete

    Carregando ... Carregando ...
  • INSTAGRAM
    Radar89 © 2014 - 2017 Todos os direitos reservados.