Prefeito afastado de Piranhas Dr. Dante renuncia mandato para evitar cassação

Por Ferreira Delmiro | 3 de fevereiro de 2015 às 12:02

IMG_8651-253x3005Na manhã de hoje (terça-feira 3), o prefeito afastado Dante enviou à câmara de vereadores de Piranhas a carta de renuncia ao mandato de Prefeito da cidade de Piranhas. A carta pegou de surpresa os vereadores e a população presente na sessão sessão extraordinária da câmara de vereadores. Dante não resistiu as denúncias, a carta chegou no momento em que o secretário da câmara realizava a leitura das denúncias.

 

Com a ação Dante renunciou ao mandato de prefeito da Cidade de Piranhas. A carta de renúncia foi lida no plenário da câmara pelo presidente Argilson Ferreira (xôxo).

 

Dante foi afastado por decisão judicial no dia 18 de Dezembro pelo juiz Giovanni Alfredo de Oliveira. O afastamento foi baseado nas denúncias do agropecuarista Tiago Nunes. De acordo com a denúncia, o prefeito de Piranhas contratou com a EMSERLOC Ltda, por meio do Pregão nº 24/2013, frota de 111 veículos, entre leves e pesados, para a realização de serviços públicos no município. No contrato orçado em R$ 5.275.060,00, o município seria responsável pelo pagamento do combustível aos condutores. Porém, conforme a denúncia, não existe qualquer informação sobre os veículos locados, nem dos respectivos condutores.

 

Ao analisar o contrato, o magistrado questionou de que forma o município realizaria o pagamento do combustível se sequer possuía informação sobre os condutores. No mesmo Pregão, a prefeitura também contratou a empresa D.F Silva Mascarenhas, por R$ 3.225.000,00, para locação de outros 83 veículos, cujos dados também não foram informados.

 

O órgão ministerial ainda apontou a locação de um veículo que ficaria à disposição da Secretaria Municipal de Agricultura, por contrato informal junto à LL Mar Locações e Serviços, e a promoção do carnaval municipal, em 2014, pelo valor de R$ 550 mil, após acordo com a empresa Érica Barbosa de Melo Villalobos Produções ME, sem qualquer licitação. Apontou também a contratação de empresa de construção e serviços de engenharia que não possui sede em endereço informado à Receita

 

No dia 22 uma nova ação, movida pelo município de Piranhas, denuncia o ex-prefeito Dante pelo desvio de mais de R$ – 4.000.000,00 (quatro milhões de reais) com provas concretas de que o dinheiro foi desviado. Até mesmo o dinheiro que era pra ser repassado ao PIRANHASPREV, previdência do município de Piranhas, não foi repassado, foi desviado mesmo sendo retido do salário do servidor municipal. Indícios de danos graves e de condutas criminosas mais gravosas ainda foram denunciados nessa nova ação judicial.

 

No dia 29 de Janeiro a justiça de Piranhas deferiu mais uma liminar, a terceira, afastando o já afastado prefeito. Dessa vez por denúncias fundamentadas pelo município de Piranhas comprovando documentalmente a apropriação indébita de quase R$ – 2.000.000,00 (dois milhões de reais). Segundo a nova denúncia, o governo municipal descontava dos salários dos funcionários as parcelas de empréstimos consignados e não repassava para os bancos.

 

Na manhã de hoje a câmara iria iniciar a apreciação da denúncia feita pelo agropecuarista Thiago Nunes, cujo as copias da ação já estão na Câmara municipal, enviados pelo MM. Juiz de Direito da comarca de Piranhas, Giovanni Jatobá.

Deixe aqui seu Comentário

ENQUETE
  • Você está tomando os cuidados necessários para o coronavírus?

    Carregando ... Carregando ...
  • INSTAGRAM
    Radar notícias © 2014 - 2020 Todos os direitos reservados.