Vereadores pedem CPI para investigar se houve atos ilícitos na gestão de Padre Eraldo

Assinaram o requerimento os vereadores Enoque Batista da Silva, Francisco de Assis Pereira Sá, George Lisboa Júnior, Marcos Antônio da Silva, Raimundo Valter Benício e Carlos Roberto Correia da Silva.

Por Portal Correio Notícia | 28 de fevereiro de 2019 às 21:48

Arquivo – Adalberto Gomes Notícias

 

Seis dos onze vereadores do Legislativo de Delmiro Gouveia assinaram requerimento apresentado na sessão da manhã desta quinta-feira (28). Ele pede que a Câmara crie uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar possíveis irregularidades na gestão do prefeito Padre Eraldo (PSD).

 

Assinaram o requerimento os vereadores Enoque Batista da Silva, Francisco de Assis Pereira Sá, George Lisboa Júnior, Marcos Antônio da Silva, Raimundo Valter Benício e Carlos Roberto Correia da Silva.

 

A justificativa, segundo os vereadores, está baseada na Lei Orgânica do município, bem como no regimento interno da Casa Legislativa. Um dos artigos citados aborda que a comissão de inquérito tem finalidade de apurar irregularidades que não se caracterizem, de pronto como incursos, em crime de responsabilidade, já oferecida denúncia. E dá aval para que  haja investigaçãoo em todos os âmbitos da administração municipal.

 

Denúncias

 

De acordo com a solicitação, a CPI vai investigar possíveis irregularidades na contratação de uma empresa de locação de veículos. No documento, o nome do ex-diretor de transportes, Arnóbio Bernardo Gomes, é citado. O ex-integrante da gestão municipal prestou depoimento ao Ministério Público (MP). Ainda de acordo com o documento, a comissão vai investigar duas empresas de locação, a Avant e a JR.

 

A segunda denúncia apontada no requerimento é a contratação da empresa SSS Consultoria, em 26 de janeiro de 2018, com valor global de R$ 180.000,00 e duração de 12 meses. A irregularidade apontada neste contrato seria a nomeação do contratado, Fábio José de Oliveira Sarmento, como secretário municipal de Economia e Finanças, em agosto de 2018, antes do fim do prazo do contrato de prestação de serviço.

 

O documento aponta ainda que “os fatos colocam em cheque a idoneidade e a probidade do secretário citado, pois além de receber seus vencimentos, é responsável pelos pagamentos de sua própria empresa”.

 

Convocação de secretários

 

O requerimento também informa que, oportunamente, serão convocados os secretários de Economia e Finanças e Infraestrutura, juntamente com os empresários proprietários das empresas, para audiência a ser designada na Câmara Municipal.

 

O documento também pede que o promotor de Justiça de Delmiro Gouveia seja informado através de ofício sobre as deliberações da Casa Legislativa.

 

Deixe aqui seu Comentário

ENQUETE
  • Você acredita que os vereadores de Piranhas estão fazendo um bom trabalho?

    • Não (83%, 24 Votos)
    • Sim (17%, 5 Votos)

    Total de Votos: 29

    Carregando ... Carregando ...
  • INSTAGRAM
    Radar89 © 2014 - 2017 Todos os direitos reservados.