Prefeito e primeira-dama são flagrados fazendo campanha ilegal para candidato a deputado

LUCAS MALTAUma denúncia anônima levou a Polícia Federal, o Ministério Público Estadual e a Justiça Eleitoral a flagrarem, nesta sexta-feira (03), um crime eleitoral envolvendo o prefeito de Santana do Ipanema, Mário Silva, e a primeira-dama e secretária de Educação do município, Renalda Martins Silva. Segundo foi constatado pelos órgãos, os gestores convocaram uma reunião com servidores para pedir voto ao candidato a deputado estadual Bruno Toledo (PSDB).

 

À reportagem do CadaMinuto, a chefe de cartório da 19ª Zona Eleitoral de Santana do Ipanema, Maria Luiza Chaves, afirmou que Mário e Renalda estavam em uma chácara com servidores da Educação, entre funcionários e professores, fazendo campanha para o postulante ao Legislativo com a distribuição de santinhos. Ela explicou que, conforme prevê a calendário da Justiça Eleitoral, o prazo para realização deste tipo de reunião foi encerrado ontem (02), passando a ser caracterizado como crime.

 

Maria Luiza afirmou que o flagrante foi feito pelo delegado Daniel Granjeiro, da PF, que confeccionou um Termo Circunstancial de Ocorrência (TCO) por Crime Eleitoral. Questionado, o prefeito Mário Silva alegou desconhecer a proibição referente à realização das reuniões de campanha.

 

O caso foi denunciado e passará a ser investigado pelo MPE e pela Polícia Federal.

Correios realiza operação logística para a entrega das urnas eletrônicas

94804456bf064570bf5b7267d8338482As urnas eletrônicas que serão utilizadas nos 102 municípios alagoanos durante o pleito, amanhã (05), começaram a ser distribuídas na manhã desde sábado (04). Para realizar a entrega, está em andamento uma operação logística dos Correios envolvendo mais de 330 veículos de pequeno, médio e grande porte, que foram abastecidos com mais de seis mil urnas e saíram para a entrega nas respectivas seções e locais de votação.

 

Além das urnas, também estão sendo entregues cabines, mídias e outros materiais relativos às eleições. Este processo tem participação das mais diversas áreas da empresa – com mais de 520 colaboradores envolvidos – e conta com equipes em diversos pontos do estado. A entrega de todo o material tem término previsto para às 14h.

 

É a sexta vez consecutiva em que os Correios são responsáveis por toda a logística das eleições em Alagoas. No domingo, logo após o pleito, será realizada a coleta das urnas e demais materiais, com prioridade para as mídias e prazo para a entrega destas nos pontos de apuração até às 18h45.

 

“Com nossa equipe técnica e o nosso know-how no que diz respeito a esse tipo de serviço, temos plena certeza de que iremos realizar um trabalho de forma eficaz e responsável contribuindo para o exercício da cidadania em nosso Estado”, afirmou o diretor regional dos Correios em Alagoas, Luiz Carlos Bastos da Rocha.

Senador vai processar o pastor Heleno Silva, prefeito de Canindé-SE

Pastor Heleno

Heleno e Kaká
Heleno e Kaká

O Senador Kaká Andrade (PDT) disse ao FAXAJU que vai entrar com um processo judicial em desfavor do Prefeito de Canindé de São Francisco, Heleno Silva.

O Parlamentar afirma que vem recebendo reclamações dos servidores públicos da prefeitura de Canindé, assegurando estarem sendo coagidos a votar nos candidatos apoiados por Heleno Silva, na eleição do dia 5 de outubro.

Kaká ressaltou dizendo que o prefeito vem fazendo constantes ameaças em reuniões com servidores comissionados e prestadores de serviço da Prefeitura da cidade do alto sertão sergipano.

Heleno negou as acusações e disse que Kaká não passava de um “Coronelzinho”, alegando que o senador queria ser prefeito do município de Canindé.

Após tomar conhecimento da matéria veiculada no FAXAJU, o prefeito de Canindé de São Francisco, disse que riu ao ler as acusações feitas pelo senador.

Ironizando as afirmações de Kaká, Heleno disse em uma emissora de rádio que ninguém teria o direito de lhe chamar de ditador. Além disso, o prefeito afirmou que a gestão passada dos “Andrades” havia deixado oito milhões de reais com o INSS.

O clima tende a esquentar. Kaká insiste em levar a denúncia adiante e irá solicitar às autoridades competentes que abram o procedimento judicial adequado, no intuito de enquadrar o Prefeito Heleno Silva.

Welder Ban/Reportagem Soudesergipe
Jornalista DRT/SE 1.794, RG/FEBRAR 055627-13
Informações extraídas do Site FAXAJU

Ibope e Exatta: pesquisas apontam vitória de Renan Filho no primeiro turno em AL

Confira em detalhes os números das pesquisas sobre a disputa ao governo, Senado e presidência da República

Renan FilhoAs duas últimas pesquisas eleitorais apontam as intenções de voto para os cargos de governador, senador por Alagoas e para a presidência da República. As pesquisas da Exatta, encomendada pelo Pajuçara Sistema de Comunicação, e do Ibope, pela TV Gazeta de Alagoas, foram divulgadas nesta sexta-feira (03).

A Exatta ouviu 1200 eleitores entre os dias 29 de agosto e 02 de setembro. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), sob o número 525/2014, e no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), sob o número 9/2014. A margem de erro é de 2,83% para mais ou para menos. Esta foi a terceira pesquisa encomendada pelo PSCOM para estas eleições.

Já a pesquisa Ibope, encomendada pela TV Gazeta de Alagoas, foi realizada entre os dias 01 e 02 de outubro, quando foram ouvidos 812 eleitores. Ela está registrada no Tribunal Regional Eleitoral sob protocolo nº AL-00018/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral sob protocolo nº BR-00978/2014. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos, com nível de confiança de 95%.

Renan Filho deve vencer no primeiro turno disputa pelo governo Segundo a pesquisa

Exatta, na corrida eleitoral para o governo de Alagoas, o candidato Renan Filho (PMDB) aparece com 48% dos votos, liderando a disputada. O segundo colocado continua sendo o candidato Benedito de Lira (PP), com 23% das intenções de voto. O candidato Júlio César (PSDB) – apoiado pelo governador Teotonio Vilela Filho (PSDB) – tem a preferência de 3% do eleitorado, seguido de Mário Agra (PSOL) com 2% das intenções de voto.

Joathas Albuquerque tem 1% dos votos. Já os candidatos Golbery Lessa, do PTC, Luciano Balbino, do PTNH, e Coronel Goulart, do PEN, não pontuaram nessa nova pesquisa realizada pela Exatta. Dos 1200 eleitores ouvidos, 10% são indecisos e outros 13% afirmaram que não votariam em nenhum dos candidatos.

Uma simulação de segundo turno foi realizada pela Exatta com os dois principais candidatos ao governo de Alagoas e que se mantêm à frente das pesquisas eleitorais. Na disputa entre Renan Filho e Benedito de Lira, o candidato da coligação ‘Com o povo para mudar Alagoas’ venceria o atual senador. Renan Filho aparece com 54% das intenções de voto contra 27% de Benedito de Lira. Nesta simulação, o número de eleitores indecisos somam 6%, enquanto os eleitores que não votariam em nenhum dos dois candidatos chega a 13%.

Já no levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope), o candidato Renan Filho (PMDB) aparece com 46% das intenções de voto, crescendo três pontos percentual desde a última pesquisa, realizada em 10 de Setembro. Benedito de Lira (PP) vem em segundo lugar, com 31%. Em terceiro lugar, aparece Júlio Cezar (PSDB), seguido de 2% do Mário Agra (PSOL). Os candidatos Coronel Goulart (PEN), Golbery Lessa (PCB) e Joathas Albuquerque (PTC), apareceram com 1% cada. O candidato Luciano Balbino não pontuou.

Já os votos brancos e nulos totalizaram 10% dos entrevistados e 5% optaram por não responder.

Na possibilidade de um 2º turno, Renan filho seria eleito, com 51% das intenções de voto contra 35% do candidato Benedito de Lira. Brancos e nulos totalizam 10% dos eleitores e 4% afirmaram ainda não escolhido seu candidato ou preferiram não responder.

Disputa pelo Senado Federal tem Collor na liderança

colorA liderança na disputa pela única vaga no Senado Federal para Alagoas nestas eleições 2014 é do atual senador Fernando Collor de Mello (PTB), como apontam as duas pesquisas eleitorais. O levantamento da Exatta aponta Collor com 48% dos votos, enquanto a segunda colocada na disputa é Heloisa Helena (PSOL) que tem a preferência de 34% do eleitorado de Alagoas.

O candidato do DEM, Omar Coêlho, tem 7% das intenções de voto, seguido por Marcos Aguiar, do PTN, com 1%, assim como Elias Barros do PTC, com 1%. Os candidatos ao Senado, Oldemberg Paranhos (PRTB) e Coronel Brito (PEN), não pontuaram nesta pesquisa.

Na pesquisa realizada pelo Ibope, Collor lidera a disputa com o percentual entre 49% e 43% das intenções de voto, contra uma média entre 29% e 23% da segunda colocada, Heloísa Helena (PSol). Omar Coêlho (DEM) aparece em terceiro lugar, com 6%. Coronel Brito (PEN) aparece com 2%, Elias Barros (PTC) com, Oldemberg Paranhos (PRTB) e Marcos Aguiar (PTN) aparecem com 1% de intenções de voto cada. Brancos e nulos totalizam 12% e 6% dos entrevistados afirmaram não saber ou optaram por não responder.

Em se tratando de votos válidos, que corresponde à proporção de votos do candidato, excluindo os votos brancos, nulos e indecisos, Collor aparece com 565 das intenções de votos para o Senado, contra 33% da candidata Heloisa Helena. Omar Coelho aparece com 7% e Coronel Brito com 2%. Elias Barros e Marcos Aguiar aprecem com 1% cada e Oldembergue Paranhos não atinge 1%.

Pesquisa para Presidência aponta para Dilma em primeiro lugar

DilmaA presidente da República, Dilma Rousseff (PT), vem liderando as pesquisas eleitorais em Alagoas. Dos eleitores alagoanos ouvidos pela Exatta, 51% votam na candidata petista, segundo dados do último levantamento.

A segunda colocada nas pesquisas é a candidata Marina Silva, do PSB. Na pesquisa, ela aparece com 26% das intenções de votos. Já o tucano Aécio Neves (PSDB), aparece com 13% das intenções de votos do eleitorado alagoano. Luciana Genro (PSOL) tem 1% dos votos em Alagoas, assim como Pastor Everaldo do PSC, que segue com 1% na pesquisa.

Os demais candidatos, Rui Costa (PCO), Eymael (PSDC), Zé Maria, (PSTU) e Mauro Iasi (PCB), não atingiram 1%. Os eleitores que não votariam em nenhum dos candidatos somam 3%; já 5% se declararam indecisos e 3% não votariam em nenhum dos candidatos.

Na pesquisa Ibope, Dilma Rousseff abriu ampla vantagem em relação à Marina Silva. Os números mostram a petista com 50% das intenções de voto contra 21% de Marina Silva, em Alagoas. Aécio Neses aparece com 14%; Levy Fidelix (PRT), Luciana Genro (PSOL) e Pastor Everaldo (PSC) estão empatados com 1% das intenções dos eleitores.

Numa disputa em segundo turno, simulada pela Exatta, a candidata a reeleição à presidência da República venceria em Alagoa contra os dois candidatos que aparecem na segunda e terceira colocação. O segundo turno com Aécio, Dilma tem 59% do eleitorado contra 32% do candidato tucano. Nesta simulação, 7% não votariam em nenhum dos dois e o número de indecisos somam 3%.

Já na eventual disputa entre Dilma Rousseff e Marina Silva, a atual presidente caminhada para a reeleição com 57% dos votos. Marina Silva somou 35% do eleitorado em Alagoas. Não votariam em nenhuma das duas candidatas é de 6%; indecisos somam 3%.

Carimbão Jr. recebe reposta inesperada ao pedir voto a professor da Ufal de Delmiro

O candidato a deputado estadual Carimbão Júnior utilizou o Facebook para tentar conquistar o voto do professor da Ufal – Campus do Sertão em Delmiro Gouveia, Magno Francisco da Silva. A resposta não foi a esperada pelo candidato, a investida surtiu efeito contrário. A postagem repercutiu e gerou compartilhamentos e comentários de seguidores do professor e do candidato. Veja abaixo:

 

CARIMBINHO MAGNO

 

Em entrevista ao ‘Radar89’, Professor Edvaldo fala sobre suas propostas e dos últimos dias de campanha

Nesta quinta-feira (2) o candidato a Deputado Estadual Professor Edvaldo 65123 concedeu entrevista ao Programa Radar 89, da Rádio Delmiro. Edvaldo falou sobre as atividades da reta final de campanha e das principais propostas que apresentará na Assembleia Legislativa.

foto1

O candidato, que é vereador pelo município de Delmiro Gouveia, falou da sua trajetória política e do ritmo de campanha, que tem sido acelerado nos últimos dias. Ele explicou que o contato com as pessoas nas visitas casa a casa dá a oportunidade de ouvir a população. “Nas minhas caminhadas pelos bairros e povoados de Delmiro escuto reclamações, críticas e só quem é daqui conhece esta realidade. Tenho sempre a paciência de ouvir e argumentar com a população”.

 

Questionado sobre a sua postura ao ocupar uma cadeira na Casa de Tavares Bastos, o parlamentar enfatizou que o seu principal objetivo é viabilizar projetos para Delmiro e região. “Minha maior preocupação é viabilizar tudo que for bom para Delmiro Gouveia. Uma das minhas maiores lutas será a de que a gente tenha aqui na nossa cidade um centro de referência em saúde. Não dá para quebrar um braço ou uma perna e ter que ir para Santana do Ipanema, Arapiraca e até mesmo para a cidade baiana de Paulo Afonso para ser atendido. Quero que o Hospital de Delmiro possa ter condições de prestar esse serviço de saúde para a comunidade”.

 

Ele falou ainda sobre a batalha para implantação do IML. “Como se não bastasse a dor da perda dos seus entes queridos, os familiares ainda têm que passar pelo constrangimento de esperar a liberação do corpo pelo IML de Arapiraca, que chega a demorar cerca de 12 horas, então lutarei também pela implantação do IML aqui na nossa região”.

 

Edvaldo foi indagado sobre as principais lutas que esteve engajado, como a implantação do Campus da Ufal no sertão. “Sei que muitas pessoas contribuíram, mas eu fiz parte desta luta da implantação da Ufal quando ninguém acreditava, quando diziam ser um sonho impossível. Ver esta universidade no sertão me deixa extremamente lisonjeado porque contribuí diretamente pela sua concretização”, frisou.

 

O Professor relembrou ainda da luta pela realização do concurso público pela Prefeitura de Delmiro Gouveia, que após sua cobrança à Procuradoria Geral de Justiça deverá ser realizado no primeiro trimestre de 2015. “Esta é realmente uma grande notícia para  a comunidade porque após longos anos de espera terá a oportunidade de ingressar no serviço público por meio do concurso, respeitando a Constituição Federal. Estou muito feliz em poder ter levantado esta bandeira de luta em favor do nosso povo”.

 

O resgate da história de Delmiro Augusto da Cruz Gouveia, o fundador da cidade, também foi uma das suas conquistas, projetando a trajetória do pioneirismo do empreendedor para o nordeste e o Brasil. “Delmiro é um personagem singular do Nordeste e do sertão e após pesquisas e estudos conseguimos alçar esta história  a outro patamar. Hoje o empreendedorismo de Delmiro é conhecido por meio de filme, livro, entre outros meios de comunicação”, ressaltou.

 

Ao término da entrevista, ele relembrou a importância de votar em um candidato da terra. “Um candidato da terra faz toda diferença, porque o delmirense terá a quem cobrar os projetos. Tenho recebido muito apoio da população, que acredita que o nosso município precisa de um representante na Assembleia Legislativa”.

Datafolha tem empate técnico Marina-Aécio; Ibope ainda vê vantagem da ex-senadora

Pesquisas divulgadas nesta quinta-feira

Novas pesquisas Datafolha e Ibope divulgadas nesta quinta-feira são diferentes nas intenções de voto para o primeiro turno apenas sobre um dos principais candidatos, Aécio Neves (PSDB). Mas esta diferença faz com que numa delas o tucano esteja em empate técnico com Marina Silva (PSB) na disputa pelo segundo lugar na corrida presidencial.

 

Dilma Rousseff (PT) aparece com 40 por cento e Marina com 24 por cento das intenções de voto nas duas sondagens. Mas Aécio tem 21 por cento no Datafolha e 19 por cento Ibope. Como a margem de erro das duas pesquisas é de 2 pontos percentuais, pelo Datafolha o tucano e a candidata do PSB estão em empate técnico.

 

Todas as variações registradas dos principais candidatos nos dois levantamentos foram dentro da margem de erro. Na terça-feira, o Datafolha mostrava Dilma com 40 por cento, Marina com 25 por cento e Aécio com 20 por cento. Pelo Ibope, a presidente tinha 39 por cento, a candidata do PSB aparecia com 25 por cento, e o tucano somava os mesmos 19 por cento.

 

Ainda que as variações tenham sido na margem de erro, Marina oscilou para baixo nas duas pesquisas, mantendo a trajetória de queda. O caso de Aécio é mais complicado: confirmou trajetória de alta no Datafolha, mas seguiu estagnado no Ibope.

 

Mas as pesquisas têm diferenças: no Datafolha, os que planejam votar em branco e nulo somam 5 por cento, enquanto no Ibope eles são 8 por cento; já os indecisos somam, respectivamente, 5 por cento e 7 por cento. Os demais candidatos têm ao todo 4 por cento das intenções de voto no Datafolha e 3 por cento no Ibope.

 

Um detalhe importante: as entrevistas do Datafolha são mais recentes, foram realizadas entre quarta e quinta-feira. As do Ibope ocorreram entre segunda e quarta-feira.

 

“Somadas” as informações das duas pesquisas fica cada vez mais clara a realização do segundo turno, mas a grande incerteza da reta final do primeiro turno, quem vai disputar a nova rodada com Dilma, segue sem definição.

 

Com o encerramento oficial da campanha nesta quinta-feira, com a propaganda eleitoral obrigatória na TV acontecendo nesta noite, assim como a realização do último debate, não resta muito a fazer até domingo.

 

Mas os presidenciáveis terão a mobilização dos militantes e aliados candidatos a outros cargos trabalhando até a última hora. E vão torcer pela propagação entre o eleitorado de suas propostas e ataques a adversários. Numa campanha cheia de denúncias de corrupção e irregularidades, eles precisam também ficar de olho no noticiário nesses últimos dias.

 

SEGUNDO TURNO

 

A grande diferença nas duas sondagens está nas simulações de segundo turno. Dilma vence nos quatro cenários, mas num deles sua vantagem é bastante diferente.

 

Pelo Datafolha, Dilma vence Marina e Aécio pelos mesmos 48 a 41 por cento. No Ibope, a presidente vence a candidata do PSB pela mesma vantagem, ainda que com outro placar: 43 a 36 por cento. Mas contra o tucano, a vantagem é quase o dobro do que no Datafolha: 46 a 33 por cento.

 

Na terça-feira, o Datafolha mostrava Dilma vencendo Marina por 49 a 41 por cento e Aécio por 50 a 41 por cento. Pelo Ibope, a presidente tinha 42 por cento e a candidata do PSB, 38 por cento, de modo que as duas estavam no limite do empate técnico. Contra o tucano, a petista vencia por 45 a 35 por cento.

 

O Datafolha ouviu 12.022 pessoas em 433 municípios e o Ibope entrevistou 3.010 pessoas em 205 municípios.

Eleições 2014: Carta de orientação pastoral

Aos amados irmãos e irmãs, homens e mulheres de boa vontade

10639366_571450826317473_6359597978356108294_nNo próximo dia 05 de outubro realizam-se as eleições para presidente da República, governadores dos Estados, representantes do povo nas Assembleias Legislativas Estaduais, no Distrito Federal, Câmara dos Deputados e Senado Federal.

 

Quero me dirigir a todas as pessoas de boa vontade, conforme o apelo bíblico: “eu vi a miséria do meu povo… ouvi o seu clamor contra os seus opressores e conheci os seus sofrimentos” (Ex 3,7).

 

Como pastor, movido de compaixão e desejo de servir, dirijo-me aos eleitores, incentivando a sua efetiva participação na escolha de seus representantes, apresentando-lhes algumas reflexões e alguns critérios de discernimento.

 

Estou consciente de que o voto-cidadão é uma das melhores formas de elaborar políticas públicas geradoras e vida e de esperança, complementadas pela participação popular, atendendo aos interesses da coletividade.

 

A nossa Paróquia deseja, com esta pequena carta contribuir para que os cidadãos delmirenses reflitam mais e melhor sobre a importância do momento que estamos vivendo, a escolha dos nossos representantes.

 

A POLÍTICA

 

Não podemos confundir política com “politicagem”, isto é, com o mau uso dessa arte. Tiremos tudo quanto é negativo nessa palavra, e pensemos um pouco em seus aspectos positivos. Política  é a arte de bem administrar as coisas do povo.

 

Trata-se do Bem Comum, não do bem particular. Já que os membros da Comunidade não podem, ao mesmo tempo, cuidar de sua casa, dos filhos, das tarefas e de outros bens da comunidade, escolhem dentre seus membros, alguns que se dediquem à administração dos bens do povo. É lógico que devem ser escolhidas pessoas ajuizadas, conscientes, honestas, com capacidade e arte de bem administrar as coisas públicas.

 

Por falta de homens e mulheres vocacionados para a administração desses bens, o Brasil rico, está se tornando pobre no seu povo. O Brasil é rico, mas o povo é pobre, porque seus representantes não souberam administrar os bens do povo.

 

O PARTIDO POLÍTICO

 

O partido político é o campo próprio do leigo cristão e católico. É aí que os leigos devem agir para  que os partidos se tornem instrumentos de libertação, da preservação dos direitos humanos, do verdadeiro e do integral desenvolvimento da pessoa. Se a Política não é bem usada, sendo coordenada por malandros, incompetentes, corruptos que enriquecem gastando o dinheiro público, em proveito próprio, precisamos bater no peito nossa própria culpa, porque fomos nós que os elegemos. Assim sendo, devemos tomar todas as precauções para não elegermos esses corruptos, malandros, aproveitadores da boa fé do povo, pessoas que nunca desempenharam uma ação boa em prol da  nossa comunidade.

 

A FÉ E A POLÍTICA

 

A Fé deve ter implicações e compromissos imediatos  no campo da economia e da política. Todos nós somos políticos, portanto responsáveis pelo bem comum. Um cristão que não desse algo de si mesmo pelo bem comum, seria uma pessoa com fé sem obras, logo com uma fé morta. Uma fé a-política, isto é, divorciada de todos esses problemas, não seria fé católica, apostólica, bíblica e seguidora da prática de Cristo. Portanto, alegra-se a Igreja com a participação dos leigos na militância política que inclui, também, a disputa eleitoral em vista do exercício de um mandato.

 

Se, de um lado, a Igreja não tem partido e ninguém é candidato da Igreja, por outro lado, têm os cristãos total liberdade de pertencerem a partidos que tenham compromissos com o bem comum. Só com o esforço de todos é que se poderá recuperar a ética na política que envolve, também, o processo eleitoral.

 

O VOTO CONSCIENTE

 

A campanha eleitoral deve ganhar um novo tom. A compra de votos, a troca de favores, o abuso do poder econômico são práticas vergonhosas que corrompem e contaminam o processo eleitoral. Faz-se necessário quebrar o círculo vicioso de candidato corrompendo o eleitor e do eleitor corrompendo o candidato. O candidato verdadeiramente comprometido com os valores cristãos não pode ser interesseiro,  buscando, simplesmente, o seu próprio benefício. O interesse maior deve ser sempre o Bem Comum. Bom candidato para receber o nosso voto, é aquele que tem um passado decente, que tem proposta válida, defende a vida, promove os direitos humanos, luta pelo exercício pleno da cidadania, é sensível aos pobres e busca o bem de todos.

 

CRITÉRIOS PARA ESCOLHA DOS CANDIDATOS

 

De máxima importância é o momento eleitoral que estamos vivendo. Vamos escolher os nossos representantes. Necessário se faz que votemos bem, visando o progresso do nosso País, do nosso Estado, do nosso povo. Para tanto, é de fundamental importância discernir o perfil ético  e as verdadeiras motivações  dos que se apresentam como candidatos. Quais são os critérios?

 

– O primeiro critério para votar em um candidato é sua posição em relação à defesa da dignidade da pessoa humana e da vida, em todas as suas manifestações, desde a sua concepção até o seu fim natural com a morte;

– Perguntar: Por que os candidatos aspiram ao poder? Por que querem se manter no poder? Qual a prática do poder como  serviço ao bem comum?

– Redobrar a atenção nos candidatos despreparados… com interesses particulares;

– Desconfiar de candidatos com campanhas financeiras vultosas;

– A honestidade e a competência, transparência, vontade de servir ao bem comum, devem ser continuamente avaliadas, uma vez que consideramos qualidades imprescindíveis.

– Avaliar se promovem o respeito ao pluralismo cultural  e religioso;

– Que propostas consistentes apresentam para as áreas da educação, da saúde, da segurança e da ação social?

 

Outras interrogações deverão ser feitas antes de votar: O candidato merece meu voto? O candidato vai respeitar o  meu voto? O candidato tem um comportamento ético na vida pessoal, familiar, na sociedade? Tem princípios éticos que o norteiam, é coerente, ou troca de partido conforme suas conveniências particulares? Que fez até hoje pelo bem comum? Esquece seus eleitores e as promessas feitas? Seus bens têm origem transparente?

 

Os eleitores necessitam dessas informações para um bom discernimento acerca daqueles que querem nos representar nos cargos públicos.

 

A CORRUPÇÃO ELEITORAL

 

A corrupção eleitoral ainda é um problema enraizado na mentalidade do nosso povo. Muitos acham natural a troca do voto por algum favor do candidato. É preciso que o eleitorado crie uma nova consciência política iluminada pelo lema: “Voto não tem preço, tem conseqüências”. Nesse sentido, eleitores e elegíveis, todos temos de mudar.

 

O exercício da cidadania comporta o controle social sobre o bem comum.  Sem essa atitude por parte dos cidadãos, muitos políticos sentem-se confortavelmente instalados em seus interesses particulares. Muitos continuarão o expediente escuso da compra e venda de votos. A Lei n. 9.840, de 1999, que altera o Código Eleitoral, pune aqueles que praticam corrupção eleitoral, isto e, aqueles que compram e vendem votos.

 

O compromisso com a constante superação da fraude eleitoral, começando com as nossas práticas políticas, é um bom critério para eleger candidatos que ocuparão cargos públicos. Os critérios da escolha devem levar em consideração tanto a honestidade pessoal quanto a sua trajetória, voltada aos interesses da coletividade.

 

A TAREFA POLÍTICA DO CRISTÃO: PROMOVER A ÉTICA NA POLITICA

 

Faz-se necessário que o cristão, terminadas as eleições, fiscalize a Administração dos seus representantes através de uma Comissão que represente o povo, a comunidade eclesial. Precisamos recuperar a ética na administração da coisa pública.

 

Continuamente tomamos conhecimento de frequentes escândalos de corrupção, referidos ora a parlamentares, ora a ocupantes de cargos no executivo, ora a ambos: “mensaloes”, “mensalinhos”, “caixa dois”, compra de votos, obra superfaturadas, dinheiro público embolsado por particulares, atingindo membros de diferentes partidos políticos. Os recursos públicos, tidos como insuficientes para as políticas sociais, sobram para a corrupção.

 

Nenhuma política baseada na corrupção levará a uma sociedade justa, democrática, solidária, equitativa. Se queremos uma sociedade assim, os nossos meios devem ser justos, democráticos, solidários, equitativos.

 

A ética é essencial para a vida do cidadão e, especialmente, para aquele que pretende se dedicar ao serviço público, ao serviço da sociedade. Daí a importância de fazermos acontecer Comitês contra a Corrupção eleitoral, através dos movimentos que a isso se dedicam com vigor.

 

FUNÇÕES DOS QUE SERÃO CONSTITUÍDOS REPRESENTANTES DO POVO

 

PRESIDENTE DA RAPÚBLICA –  é o chefe do Poder Executivo da União, responsável pela nomeação dos Ministros que o auxiliam no governo da nação. Compete-lhe propor ao Congresso planos, diretrizes e políticas de integração, com as devidas prioridades, para assegurar um amplo desenvolvimento econômico e social. Prevê orçamentos e investimentos do tesouro nacional, promove relações políticas em econômicas em nível nacional e internacional. Seu mandato é de quatro anos, podendo ser reconduzido por mais um período.

 

SENADORES – além de votar as leis nacionais, têm algumas competências exclusivas, como aprovar os Ministros  do Tribunal de Constas da União, o Presidente do Banco Central, os presidentes de algumas outras instituições públicas, os procuradores gerais da República, magistrados e chefes de missões diplomáticas. Opinam diretamente sobre as propostas do Presidente e os Ministros. Julgam e processam o Presidente da República, seu vice e os Ministros de Estado nos crimes de responsabilidade.

 

GOVERNADORES – são administradores de cada Estado da União, responsáveis ela nomeação dos Secretários estaduais e outros cargos públicos de confiança. Apresentam seus projetos às Assembleias Legislativas para aprovação, com as devidas prioridades orçamentárias, com as devidas receitas e despesas nas áreas da saúde, educação, segurança, entre outras. Sancionam ou vetam leis aprovadas por Deputados Estaduais, emitem decretos e regulamentos, devendo prestar contas aos Tribunais de Contas dos Estados. Têm mandato de quatro anos podendo ser reeleitos por mais um período seguido.

 

DEPUTADOS FEDERAIS – representam a população no Congresso Nacional. Têm mandato de quatro anos e podem ser reeleitos. Responsabilizam-se pelas leis de interesse da coletividade. Fiscalizam o Governo Federal e as instituições públicas. Aprovam diretrizes orçamentárias, o orçamento anual, as operações de crédito. Pedem prestação de contas ao Executivo. Criam Comissões Parlamentares de Inquérito (CPI’s) para investigar atos do governo nas diversas instâncias, planos e políticas públicas.

 

DEPUTADOS ESTADUAIS – representam os interesses da população nas Assembleias Legislativas. Aprovam as políticas públicas e o orçamento apresentado pelos executivos. Fiscalizam as iniciativas dos Governos Estaduais. Criam CPI’s quando necessárias, pela transparência das questões de interesse público e bom funcionamento das instituições do Estado. Têm mandato de quatro anos, podendo sempre se reeleger.

 

Desejo que esta modesta carta de orientação pastoral seja uma modesta contribuição na formação da consciência cidadã não só dos Católicos, mas todos os homens e mulheres de boa vontade.

 

Que o Espírito Santo ilumine eleitores e candidatos no sentido de que sejam estas eleições um grande passo no processo de estabelecimento de uma democracia, de todo, participativa, capaz de contribuir para a construção de uma sociedade justa, fraterna e solidária.

 

Pe. José Aparecido da Silva

Pároco

Professor Edvaldo realiza diversas atividades em Delmiro Gouveia na reta final de campanha

EDDDDNestes últimos dias de campanha, o Professor Edvaldo 65123, candidato a Deputado Estadual, vem realizando diversas atividades em Delmiro Gouveia nesta reta final de campanha. Caminhadas e reuniões foram intensificadas nos povoados e nos bairros Bom Sossego e Pedra Velha.

 

A visita casa a casa, uma característica do Professor Edvaldo, é um termômetro para o pleito. Segundo Edvaldo, o contato direto com a população delmirense tem sido bastante satisfatório e muitos declaram seu apoio e voto em especial por ser um candidato da terra.

 

“Tenho recebido diversas mensagens de apoio aqui em Delmiro, de declarações de voto pela possibilidade de ter um candidato da terra na Assembleia Legislativa. A acolhida tem sido muito positiva e eu agradeço a todos que durante esses meses nos receberam em suas casas. Para mim será uma grande honra representar Delmiro Gouveia e o sertão na Casa de Tavares Bastos, em busca de recurso para mudar a realidade da nossa gente, com projetos que alavanquem o desenvolvimento da nossa cidade e região. Este será o meu compromisso com o povo da minha terra”, falou Edvaldo.

 

Ele ainda resaltou a importância da parceria com o governo de Renan Filho. “Não tenho dúvidas que o governo de Renan Filho traz uma proposta para que o nosso Estado saia desta condição de estar nos piores índices do Brasil e assim possa realmente ter um grande avanço e desenvolvimento em todas as áreas”.

Aderval Tenório é uma das apostas para a eleição de deputado federal, dizem especialistas

ADEEEEEEEEPor Ricardo Mota (TNH1)

É de espantar que os “especialistas” consigam definir os nomes dos prováveis eleitos para a Assembleia Legislativa e Câmara Federal.

Por quê?

Mais de 65% dos eleitores – em todas as pesquisas – não sabem em quem vão votar.

Os especialistas, porém, sabem.

Sabem quem domina tal ou qual reduto, com base em alianças eleitorais feitas com prefeitos, vereadores, líderes locais, tudo por “amor”, certo?

O fato é que o eleitor formador de opinião não se mobiliza em torno dos candidatos proporcionais – na eleição atual, nem mesmo em relação aos majoritários – e disso se aproveitam os mercadores de votos.

Eis uma aposta dos especialistas: disputam uma ou duas vagas de deputado federal, entre si, JHC e Nivaldo Albuquerque; Val Amélio e Aderval Tenório.

É só aguardar até domingo para ver de onde saem os votos dos citados. Saber como, aí é outra história.