“Não fui procurado, é pura mentira”, diz vereador Casa Grande em relação a acusação contra o mesmo

O caso é sobre um suposto controle de uma ambulância, onde o motorista se negou a socorrer uma vítima e ela acabou falecendo no Povoado Sinimbu, em Delmiro Gouveia

 

Na manhã desta quinta-feira, 31, o vereador Raimundo Valter, conhecido como “Casa Grande” concedeu uma entrevista no programa “Radar” da Rádio Angiquinho 98,5, com o objetivo de esclarecer vários fatos a respeito de uma acusação contra o mesmo sobre um suposto controle de ambulância, que resultou na morte de uma mulher no último domingo, 27, no Povoado Sinimbu, em Delmiro Gouveia.

 

Caso:

O caso vem ganhando uma grande repercussão, devido a situação ter resultado na morte de uma mulher, que segundo informações do portal italotimoteo.com.br, a vítima teria passado mal na noite do último domingo e quando os familiares foram pedir apoio ao motorista da ambulância do povoado, o servidor recusou-se e disse que só sairia do local com a permissão do parlamentar representante da localidade.

 

Durante a apuração de informações, um homem identificado como “Negão” que seria companheiro da vítima, pediu ajuda a um morador que possui veículo de passeio, para que o mesmo ajudasse no socorro, porém a vítima sofreu uma parada cardíaca no momento em que era colocada no carro, não resistiu e veio a óbito.

 

Após o ocorrido, Negão e a filha que não teve o nome divulgado, estiveram na 26ª Delegacia de Polícia do município para registrar um Boletim de Ocorrência e esperar que os responsáveis fossem punidos.

 

Esclarecimento do vereador Casa Grande:

Durante entrevista, o vereador disse que o caso não procede. Segundo ele, o motorista da ambulância identificado como “Banda”, ao atender a família da vítima, informou que tinha uma viagem agendada para encaminhar uma criança para a cidade de Delmiro Gouveia e logo após ser transferida para Maceió. Por já ter uma ocorrência a ser realizada, o motorista pediu para que a família fosse até a residência de Casa Grande para que ele pudesse levar a vítima até uma unidade de saúde.

 

Segundo o vereador, o caso da criança que reside no Assentamento Juá, é emergencial e a secretária de saúde já tem uma ordem judicial para tratar a vítima com preferência.

 

Casa Grande, informou que o motorista relatou a família da vítima que não poderia ir a ocorrência, porque já tinha uma para cumprir e o mesmo deixou uma pergunta: “E se eu socorresse a mulher e a criança tivesse vindo a óbito?”.

 

A reportagem do site radarnoticias.com.br esteve na Secretaria de Saúde na manhã desta quinta-feira, 31, para falar com o secretário André Ramalho, para prestar esclarecimento em relação a ambulância, mas ele não estava no momento.

 

Conclusão:

O motorista da ambulância relatou que tinha uma ocorrência para realizar e por isso não podia ficar à frente de mais uma, devido a isto, pediu para que os familiares fossem a casa do edil.

 

O vereador Casa Grande informou que estava em sua residência no momento, e segundo especulações, a família da vítima não foi até sua residência, devido “Negão” não ter contato com o mesmo.

 

Cabe agora à Justiça analisar ambos os lados e determinar o que deverá ser realizado para punir os responsáveis.

 

Redação:

Diversas pessoas questionaram e criticaram o caso, muitos com o objetivo de difamar lado A ou B, outros com a esperança de que tudo venha ser resolvido e que seja estabelecida uma solução para que o caso não se repita. A maioria já relacionou o caso a politicagem, uma coisa comum de se ver. Mas estamos falando de saúde, de pessoas, estamos comentando a respeito da vida, e quando tocamos neste assunto, a população não pode se calar, independentemente de cor, raça ou classe econômica, ambulância tem que servir como ambulância. Isso está preconizado entre Ministério da Saúde e prefeituras municipais, que as recebem para atender suas cidades. Se não tem o suficiente em uma localidade, os responsáveis devem realizarem os procedimentos necessários. Ambulância tem que servir à população que precisa, e ponto final.

 

Publicidade:

Programa Criança Feliz promove o desenvolvimento integral de famílias delmirenses

O Programa Criança Feliz é um exemplo de sensibilidade, iniciativa e vontade de promover políticas para a prevalência de um Estado Democrático.

Através da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, o “Programa Criança Feliz” visa promover o desenvolvimento integral das crianças em situação de vulnerabilidade, por meio de apoio as crianças e as famílias na preparação para o nascimento da criança até completarem 6 anos de idade. É um grande passo para a promoção da liberdade e a emancipação social, sendo uma relevante ação para a construção da dignidade da pessoa, bem como uma conquista para os delmirenses.

 

Em toda a cidade, o programa a tende a 150 famílias espalhadas nos Bairros Ponto Chic, Desvio, 369 Casas, Campo Grande, Eldorado e Novo Horizonte, além de está ampliando o número de beneficiários até o dobro do que já é atendido atualmente. Beneficiando famílias já inseridas no “Programa Bolsa Família”, o programa também reflete o combate contra o crescimento das desigualdades sociais e econômicas e a luta contra o crescimento da extrema pobreza.

 

“O acolhimento, a proteção e a atenção dada por profissionais competentes e qualificados e de forma multidisciplinar dentro do programa garantem o fortalecimento dos vínculos familiares, a excelência do crescimento da pessoa e a consolidação dos objetivos traçados pela Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, o qual eu tenho orgulho do trabalho que vem sendo realizado em toda a assistência social”, afirmou o gestor da pasta Jaelson Pereira.

 

“O Programa Criança Feliz, é acima de tudo, a promoção do bem-estar de todos sem preconceitos ou discriminação social. A importância da equipe unida em torno do mesmo propósito, garante e atribui o crescimento do programa, junto ao esforço e dedicação destes profissionais”, destacou a coordenadora Maria Isaila.

 

A coordenadora do Fundo Municipal de Assistência Social (FMAS), Shirley Ramos, ressaltou a importância do programa “Levando o afeto e o bem-estar social até a casa das pessoas, o Programa Criança Feliz é um exemplo de sensibilidade, iniciativa e vontade de promover políticas para a prevalência de um Estado Democrático”.

 

Prefeitura de Delmiro Gouveia

 

Publicidade:

 

Prefeitura de Delmiro Gouveia inicia na próxima semana a construção da Praça Pública no Distrito de Sinimbu

A obra está orçada no valor de R$ 135.130,00 (cento e trinta e cinco mil, cento e trinta reais) e terá início no dia 30 de janeiro.

 

O sonho da comunidade do Distrito de Sinimbu começa a torna-se realidade. O prefeito Eraldo Joaquim Cordeiro assinou na manhã desta sexta-feira (25) o contrato e a ordem de serviço que prevê a construção de uma praça pública no Distrito de Sinimbu, localizado na zona rural de Delmiro Gouveia.

 

A obra está orçada no valor de R$ 135.130,00 (cento e trinta e cinco mil, cento e trinta reais) e terá início no dia 30 de janeiro. A empresa vencedora da licitação é a MC Construções e Assessoria Eireli, inscrita sob o CNPJ Nº 07.343.582/0001-58.

 

O prefeito Padre Eraldo ressaltou que a assinatura da ordem de serviço é mais uma conquista para a população. “É com muita alegria que estou assinando hoje o contrato e a ordem de serviço para o início da construção desta tão sonhada praça pública, essa é mais uma de nossas conquistas”, ressaltou Eraldo.

 

A praça contará com um palco fixo, vários bancos, espaço reservado para crianças, brinquedos e uma ótima qualidade de iluminação.

 

Publicidade:

Visite a Biblioteca Pública de Delmiro Gouveia e conheça seu acervo literário

A leitura é uma das formas de que dispomos para a interação com o ambiente em que estamos inseridos e para a nossa compreensão do mundo.

A população delmirense tem a sua disposição um grande acervo de livros na Biblioteca Pública Municipal Iêda Damasceno Nascimento, que funciona na Rua Angelita Oliveira, 118, centro da cidade, próximo a Igreja Matriz, das 8h às 12hs e das 14h às 16h.

 

Além de oferecer um espaço amplo, com conforto e comodidade para que todos desfrutem de uma boa leitura e estudo, os leitores que estiverem devidamente cadastrados poderão fazer empréstimos de até dois livros, por um prazo de 8 (oito) dias, podendo renovar o mesmo por mais de um período.

 

A leitura é uma das formas de que dispomos para a interação com o ambiente em que estamos inseridos e para a nossa compreensão do mundo. Por isso, é necessário que a pessoa se familiarize com os livros desde o seu primeiro ano de vida e possa levar para sempre.

 

Prefeitura de Delmiro Gouveia.

 

Publicidade:

Câmara de Vereadores de Paulo Afonso realizará Sessão Extraordinária para discutir as ações da Chesf com o HNAS

Essa luta não tem partido, é uma luta de toda classe política e do povo de Paulo Afonso, Glória, Jeremoabo, Santa Brígida-BA, Jatobá-PE, Barragem Leste – Delmiro Gouveia-AL e de toda a região.

 

Será realizada na noite desta quinta-feira, 24, às 19h uma Sessão Extraordinária na Câmara de Vereadores de Paulo Afonso – BA para discutir as novas medidas que a Chesf pretende adotar para com o Hospital Nair Alves de Souza.

 

Com o apoio da Rádio Angiquinho 98,5, vários vereadores, prefeitos, deputados e a população, estão se mobilizando para tentar impedir a ação.

 

Essa luta não tem partido, é uma luta de toda classe política e do povo de Paulo Afonso, Glória, Jeremoabo, Santa Brígida-BA, Jatobá-PE, Barragem Leste – Delmiro Gouveia-AL e de toda a região.

 

Salvar o nosso hospital é compromisso de todos nós!

 

Publicidade:

Região se mobiliza contra o fechamento do Hospital da Chesf em Paulo Afonso

Câmara de Paulo Afonso promove Sessão Extraordinánia nesta 5ª feira, às 19 horas. S.O.S. Hospital Nair, criado pela Rádio Angiquinho FM está mobilizando a região.

 

Em carta datada de 2 de Janeiro de 2019, encaminhada ao Prefeito de Paulo Afonso Luiz de Deus, o Diretor de Gestão Corporativa da Chesf, Adriano Soares da Costa, anunciou uma série de restrições de serviços hoje realizados pelo Hospital Nair Alves de Souza, criado pela Chesf no início de suas obras, em 1949 e mantido por esta hidrelétrica.

 

Inicialmente, o HNAS se destinava a atendimento aos empregados da empresa e à população carente da região. A ausência de outro hospital na região fez com que o HNAS passasse a receber pacientes de cerca de 25 municípios de quatro estados do Nordeste – Bahia, Alagoas, Sergipe e Pernambuco, uma vez que o Hospital é da Chesf, empresa de economia mista com mais de 99% de suas ações sendo do governo federal.

 

Há muitos anos, dezenas, que a Chesf, “por ser uma empresa que cuida apenas da geração, transmissão e comercialização de energia elétrica”, conforme decisão do governo de Fernando Collor de Mello e mantida e ampliada pelo governo de Fernando Henrique e seguintes e com isso a hidrelétrica do São Francisco passou a se desfazer de atividades antes mantidas com excepcional nível de qualidade como as escolas, o Colégio Paulo Afonso, considerado modelo no Nordeste, clubes sociais, zoológico e outras. E há muito tempo que a Chesf tenta se desfazer do Hospital.

 

As medidas anunciadas pelo diretor da Chesf representa a privação do atendimento a pessoas carentes de toda uma região onde vivem mais de 500 mil pessoas e só o município de Paulo Afonso são cerca de 130 mil. Ou seja: em tudo de atendimento médico já caótico na região a Chesf está assinando o atestado de óbito de muitas pessoas.

 

Ao que tudo indica, a medida do atual diretor interino da Chesf, ainda mantido de governos anteriores, é uma retaliação a débito da Prefeitura com a empresa estatal e, segundo o vice-prefeito de Paulo Afonso e o ex-prefeito Anilton Bastos, esse débito foi originário justamente porque o HNAS recebe pacientes de todos esses estados – Bahia, Alagoas, Sergipe e Pernambuco e por isso, a Prefeitura de Paulo Afonso, proibida pelo SUS de fazer pactuação de saúde com outros estados recorreu ao governo da Bahia que fez essa pactuação, uma vez que a Bahia pode fazer isso, com o Estado de Alagoas.

Consta que a Chesf recusou esse acordo e cobrou da Prefeitura na justiça.

 

Por seu turno, nessa briga por finanças, a Prefeitura de Paulo Afonso alega, através do seu procurador Igor Montalvão que a Chesf deve valor que, inicialmente foi informado que somavam mais de 25 milhões e logo foi corrigido para mais de 55 milhões.

 

Pelo teor dessa conversa sobre valores, percebe-se que a vida humana deixa de ter sentido, foi para um balcão de negócios, como uma medida da Chesf para forçar o pagamento da Prefeitura pelo que ela diz ser credora.

 

O assunto se espalhou pelas redes sociais, pelas emissoras de rádios, pelos jornais e ganhou o mundo a partir de uma feliz iniciativa do radialista Giuliano Ribeiro ao abrir os canais da Rádio Angiquinho para falar sobre o assunto e criar um grupo que agora se chama S.O.S. Hospital Nair e tem mobilizado muita gente.

 

Vereadores e prefeitos e deputados votados na região têm se manifestado. A Câmara de Vereadores de Paulo Afonso, através do seu presidente Pedro Macário Neto vai realizar uma sessão conjunta com a participação de outros vereadores, prefeitos, deputados, dirigentes de partidos políticos porque a causa se transformou não apenas numa mera cobrança de débitos mas na luta pelo direito à vida que é responsabilidade dos governos constituídos nesta República.

 

A união de todos por esta causa é fundamental. Parabéns a Aníbal Jr. que criou essa arte. Parabéns a Jorgão Lima que criou uma bela música. A cada um que se une, de fato, pela defesa da vida!

 

O foco precisa mesmo ser apartidário para evitar que alguns políticos irresponsáveis tirem proveito da miséria e da dor do povo já tão sofrido em benefício próprio, como já tem feito alguns que atribuem essa ação da Chesf ao governo Bolsonaro que, no dia 02 de Janeiro ainda estava empossando o ministro das Minas e Energia e ainda não mexeu nas diretorias das estatais, o que, segundo o presidente do PSL em Paulo Afonso, Roosevelt, em entrevista na Rádio Angiquinho e depois ao jornal Folha Sertaneja, isso só deve acontecer depois da posse dos deputados e senadores, no início de Fevereiro.

 

O que se pode ver nesse ato é o pouco respeito da atual diretoria da Chesf para com esta região que foi, sim, beneficiada pelas grandes obras da hidrelétrica mas cuja população também ainda hoje amarga pela destruição de suas terras produtivas, de sua cultura, da história centenária de seus ancestrais, com a inundação provovada pelas grandes barragens, como disse o Prefeito de Glória, David Cavalcanti, que ainda hoje tem que administrar essa situação em seu território, como também aconteceu em dezenas de outros municípios dos estados de Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia.

 

Ora, se o Hospital Nair Alves de Souza tem sido um peso tão grande para a Chesf que é uma empresa federal, porque o governo federal, nesses anos todos, não agilizou o processo de transformar o HNAS em Hospital Universitário, ligado à UNIVASF sobre o que existe farta documentação e foram realizadas muitas viagens e não se chegou a lugar nenhum?

 

Porque a Chesf não cumpriu no tempo acordado, o Termo de Compromisso 01/2015, um documento de 7 páginas que traz a assinatura do presidente da Chesf e do Diretor Administrativo da Chesf, do governador da Bahia e seu Secretário de Saúde, do reitor da UNIVASF, do prefeito de Paulo Afonso e ainda teve como testemunhas os deputados federais Jorge Solla e Mário Negromonte Jr., ambos da Bahia?

 

Informa o vice-prefeito de Paulo Afonso, Flávio Henrique, que na época era o Procurador Geral do município de Paulo Afonso, que tem a informação que esse Termo de Compromisso “foi renovado em meados de julho de 2018, com a participação e a chancela do Ministério Público Federal, além da Prefeitura de Paulo Afonso, UNIVASF, Estado da Bahia e CHESF”.

 

Estas pessoas de toda a região, especialmente os moradores de Paulo Afonso, que procuram assistência médicas, especialmente de emergência no Hospital da Chesf, são ainda funcionários aposentados da Chesf e seus dependentes e descendentes que se doaram, deram seu suor e o seu trabalho, muitos morreram na escavação dos túneis, na luta pelo fechamento do rio, nas linhas de transmissão que cobrem todo o Nordeste com mais de 20 mil quilômetros de extensão para que a Chesf fosse a grande, a maior empresa do Nordeste, orgulho dos seus chesfianos pioneiros.

 

Foram esses “cassacos”, sertanejos que fizeram da Chesf a maior empresa do Nordeste e a partir da “luz Paulo Afonso” o Nordeste começou a contar um novo capítulo de sua história que se divide facilmente em duas partes: o Nordeste ANTES e DEPOIS da Chesf.

 

Estes senhores, de paletó e gravata, dos gabinetes com ar condicionado e gordos salários, precisam respeitar estes sertanejos que, eles sim, com seu trabalho promoveram a redenção do Nordeste e o mínimo que merecem é respeito e as condições para que mantenham os seus últimos dias de vida com o mínimo de recursos para a sua saúde. E, até isso, a grande e poderosa Chesf, está lhes tirando.

 

Todos à luta. O jornal Folha Sertaneja está nesta luta pelo bem da região de Paulo Afonso.

 

Publicidade:

 

Prefeitura de Piranhas e TRE realizam convênio para reabertura do Posto de Atendimento Eleitoral

Com o convênio, as atividades retornarão o mais rápido possível, o Posto do Tribunal Eleitoral disponibilizará diversos atendimentos, como alistamento, emissões de título e outros.

 

Uma parceria firmada entre a Prefeitura de Piranhas e o Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TER/AL), resultou na reabertura do posto de atendimento que estava fechada há quase um ano. O convênio foi realizado na última sexta-feira, 18, e contou com a participação da prefeita Maristela Sena Dias e o Presidente do TRE, o desembargador Pedro Augusto Mendonça de Araújo.

 

A reunião teve como objetivo traçar planos para o convênio, a Prefeitura irá ceder um espaço e fornecer condições necessárias para que o Posto de Atendimento Eleitoral da 40ª Zona Eleitoral, possa funcionar normalmente, concedendo um atendimento de qualidade para o povo piranhense, que nos últimos anos estava precisando se locomover para outras cidades.

 

Com o convênio, as atividades retornarão o mais rápido possível, o Posto do Tribunal Eleitoral disponibilizará diversos atendimentos, como alistamento, emissões de título e outros.

 

Prefeitura de Piranhas, trabalhando juntos por uma cidade melhor.

 

Publicidade:

Prefeitura de Delmiro Gouveia promove melhorias na acessibilidade no centro da cidade

Sendo uma Lei Federal, o Plano de Mobilidade Urbana estabelece que todos os municípios brasileiros adequem-se as normas e alerte a população para a construção de calçadas de acordo com a Lei.

 

A Prefeitura de Delmiro Gouveia, através da Secretaria Municipal de Infraestrutura, iniciou nesta segunda-feira (21), o processo de adequação de calçadas, construção de rampas de acesso e faixas de pedestres nas vias públicas do centro da cidade, atendendo a uma solicitação do Conselho Municipal dos Direitos das Pessoas com Deficiência (CMDPD).
Além de atender a solicitação do Conselho, a ação promovida em parceria com a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), garante o direito de ir e vir de pessoas com deficiência física e coloca em prática o que estabelece o código de mobilidade urbana e acessibilidade.

Sendo uma Lei Federal, o Plano de Mobilidade Urbana estabelece que todos os municípios brasileiros adequem-se as normas e alerte a população para a construção de calçadas de acordo com a Lei.

As rampas foram construídas no canteiro central da Avenida Presidente Castelo Branco, em frente à Caixa Econômica Federal, e mais duas ao lado da Câmara Municipal de Vereadores, ambas no centro da cidade.

 

Publicidade:

 

Delmiro Gouveia adere ao Conisul e inicia processo de compras de remédios para a Secretaria Municipal de Saúde

Delmiro Gouveia é o primeiro município do Alto Sertão de Alagoas a fazer parte do Consórcio.

 

Fundado em 2013, o CONISUL reúne cerca de 50 municípios alagoanos, conveniados e consorciados, que tem por finalidade planejar, adotar e executar ações voltadas para a realização de gestão associada de serviços e compras nas áreas da:

– Saúde

– Iluminação Pública

– Licenciamento Ambiental

– Gerenciamento de Resíduos Sólidos

– Desenvolvimento do Turismo, da Piscicultura e da Agricultura Familiar

– Compras Compartilhadas

 

Delmiro Gouveia é o primeiro município do Alto Sertão de Alagoas a fazer parte do Consórcio.

 

Na última segunda-feira, 21, o Secretário Municipal de Saúde, André Ramalho, ao lado dos técnicos da SMS e da Prefeitura, estiveram reunidos com a equipe do Conisul, alinhando os procedimentos necessários para a realização das compras de medicamentos.

 

O Prefeito Padre Eraldo agradeceu aos vereadores a aprovação do acesso ao Conisul e destacou a importância do consórcio para as finanças municipais.

 

“Quero destacar primeiramente, o comprometimento dos vereadores em aprovar o ingresso de Delmiro Gouveia ao Conisul. Delmiro agora contará com uma equipe competente, especializada e compartilhar com cerca de 50 municípios alagoanos as experiências exitosas de compra de produtos e serviços. A economia para os cofres públicos será grandiosa e estes recursos irão ser aplicados para a melhoria da nossa cidade, principalmente na Infraestrutura. Em breve já estaremos recebendo os remédios que irão reabastecer as farmácias das unidades de saúde do município.”

 

Secretaria Municipal de Saúde de Delmiro Gouveia, cuidando da nossa gente!

 

Publicidade:

População delmirense também será afetada com as novas medidas adotadas pela Chesf com o Hospital Nair Alves de Souza

Esta é a hora dos políticos que receberam votos, independentemente de partidos, em Paulo Afonso e região, se unirem para encontrar uma solução para o HNAS.

 

Um comunicado da direção da Chesf que foi divulgado nesta segunda-feira, 21, se espalhou rapidamente nas redes sociais e vem preocupando pauloafonsinos, delmirenses e cidades circunvizinhas. Na nota, a Chesf informa que vai adotar medidas duras, visando reduzir despesas com o Hospital Nair Alves de Souza (HNAS).

 

Com estas medidas, o município de Delmiro Gouveia também entra em jogo, pois nos casos de mais emergência, a população recorre ao HNAS.

 

Esta é a hora dos políticos que receberam votos, independentemente de partidos, em Paulo Afonso e região, se unirem para encontrar uma solução para o HNAS.

 

“Prefeitos, deputados e autoridades, vocês foram escolhidos pelo povo, e aí, suas propostas durante as campanhas eleitorais, será que valerão a pena ou foi apenas mais algumas de suas promessas?” eis a questão.

 

De acordo com as informações obtidas pelo portal PA4.com.br, os cortes vão desde a suspensão total das cirurgias eletivas no âmbito do referido hospital a partir do dia 1º de março de 2019; ao fechamento da urgência do HNAS no horário das 19h às 7h; mesma data em que será extinto o atendimento de ortopedia; número de postos médicos obstetras urgentistas será reduzido de 02 (dois) para 1 (um).

 

A Chesf também reduzirá, no prazo de 06 (seis) meses, o número de leitos do HNAS em até 60% (sessenta por cento). E por fim, em dezembro/2020, com ou sem a transferência definitiva do HNAS para a UNIVASF, a Chesf se retirará da operação do Hospital.

 

Confira a matéria completa clicando AQUI.

 

Publicidade: