Na disputa pelo Senado em AL, Collor tem 41% e Heloísa, 24%, aponta Ibope

Margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.
Instituto entrevistou 812 eleitores no estado entre 7 e 10 de setembro.

Pesquisa Ibope divulgada nesta sexta-feira (12) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto na disputa pela vaga de Alagoas ao Senado:

 

Fernando Collor (PTB) – 41%

Heloisa Helena (PSOL) – 24%

Omar Coelho (DEM) – 6%

Coronel Brito (PEN) – 1%

Elias Barros (PTC) – 1%

Marcos Aguiar (PTN) – 1%

Oldemberg Paranhos (PRTB) – 1%

Eduardo Magalhães* (PSDB) – 0%

Brancos e nulos – 12%

Não sabe ou não respondeu – 14%

* O candidato indicado com 0% não atingiu 1% das intenções de voto

Encomendada pela TV Gazeta de Alagoas, a pesquisa é a segunda do Ibope. No levantamento anterior, divulgado em 15 de agosto, Collor tinha 43% e Heloisa Helena, 26%.

 

A pesquisa foi realizada entre os dias 07 e 10 de setembro. O Ibope ouviu 812 eleitores em 37 municípios. A margem de erro é de três pontos, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. O que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de três pontos para mais ou para menos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.

 

A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral com o número AL-00010/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral sob o protocolo BR-00592/2014.

Renan Filho tem 43% e Biu, 26%, aponta pesquisa Ibope em AL

Margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.
Instituto entrevistou 812 eleitores no estado entre 07 e 10 de setembro.

Pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira (11) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto na corrida para o governo de Alagoas:

 

Renan Filho (PMDB) – 43% das intenções de voto

 

Benedito de Lira (PP) – 26%

 

Mário Agra (PSOL) – 1%

 

Júlio Cezar (PSDB) – 1%

 

Coronel Goulart (PEN) – 0%

 

Golbery Lessa (PCB) – 0%

 

Joathas Albuquerque (PTC) – 0%

 

Luciano Balbino (PTN) – 0%

 

Branco/nulo – 15%

 

Não sabe/não respondeu – 13%

 

* Cada um dos quatro indicados com 0% não atingiu 1% das intenções de voto

 

 

No levantamento anterior, em agosto, Renan Filho tinha 42% e Benedito de Lira, 23%.

A pesquisa foi encomendada pela TV Gazeta de Alagoas.

 

Segundo turno

 

O Ibope fez uma simulação de segundo turno entre Renan Filho e Benedito de Lira. Os resultados são os seguintes:

 

Renan Filho: 47%

 

Benedito de Lira: 29%

 

Branco/nulo: 13%

 

Não sabe/não respondeu: 11%

 

Rejeição

 

A pesquisa aferiu a taxa de rejeição de cada um dos candidatos, isto é, aquele em quem o eleitor diz que não votará de jeito nenhum.

 

Renan Filho (PMDB) – 22%

 

Benedito de Lira (PP) – 21%

 

Mário Agra (PSOL) – 15%

 

Júlio Cezar (PSDB) – 13%

 

Coronel Goulart (PEN) – 12%

 

Golbery Lessa (PCB) – 12%

 

Joathas Albuquerque (PTC) – 12%

 

Luciano Balbino (PTN) – 12%

 

Poderia votar em todos – 12%

 

Não sabe/não respondeu – 37%

 

Avaliação do governador

 

Na mesma pesquisa, os eleitores também responderam sobre a avaliação ao governo Teotonio Vilela Filho (PSDB). Segundo o Ibope, 24% disseram que a administração dele é “ótima ou boa”. Outros 26% afirmaram que ela é regular. Os que dizem que é “ruim ou péssima” somam 41%.

 

O Ibope fez a pesquisa entre os dias 7 e 10 de setembro. O instituto ouviu 812 eleitores em 37 municípios. A margem de erro é de três pontos, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. O que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de três pontos para mais ou para menos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.

 

A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral com o número AL-00010/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral sob o protocolo BR-00592/2014.

TRE de Alagoas recebe mais de 200 ações movidas por candidatos

A menos de um mês das eleições, os órgãos fiscalizadores registram aumento da demanda

Desde que começou a propaganda eleitoral, no dia 19 de agosto, mais de 200 ações foram impetradas no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), movidas por candidatos que se sentiram ofendidos por seus adversários no horário político transmitido na rádio e TV. A menos de um mês das eleições, os órgãos fiscalizadores registram aumento da demanda que chega diariamente ao Ministério Público, Po lícia Federal e Justiça, especialmente, denúncia sobre ilícitos como a compra de votos.

 

O advogado Antônio Carlos Gouveia, presidente da Comissão de Combate a Ilícitos Eleitorais da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/AL), afirmou que é objetivo do colegiado ficar mais próximo da sociedade neste momento da escolha dos seus representantes. É tarefa do órgão receber denúncias de crimes eleitorais e encaminhá-las a outros órgãos, que instauram procedimento para fazer a investigação.

 

A partir da denúncia feita na OAB, o caso é encaminhado ao Ministério Público Eleitoral e a Polícia Federal, segundo esclareceu Antônio Carlos Gouveia. “Até agora, a Comissão recebeu poucas denúncias de crime eleitoral. Em agosto, foram sete e em setembro foram três. Acredito que essa quantidade mínima é por causa do desinteresse da população pela política”, afirmou Antônio Carlos.
Online Drugstore, purchase discount cialis online, Free shipping, fluoxetine purchase online, Discount 10%

Candidato do PV arrecada R$ 300 em doações

Entre os presidenciáveis, Eduardo Jorge foi o que recebeu a menor quantia.

{425a53c6-79c2-4198-b77e-519f945a44ad}_1O candidato do PV à Presidência, Eduardo Jorge, foi o que recebeu a menor quantia em doações. De acordo com os dados fornecidos ao TSE, ele conseguiu arrecadar R$ 300. A doação foi feita por uma pessoa física. Em seguida, está o candidato Rui Costa Pimenta (PCO), que arrecadou R$ 10.450. Pastor Everaldo, do PSC, arrecadou R$ 233.100, o maior valor entre os candidatos nanicos. Luciana Genro (PSOL) conseguiu R$ 212.878,47 e Levy Fidelix (PRTB) R$ 52.579.

 

Os comitês financeiros das campanhas, porém, alcançaram valores mais altos. No caso de Eduardo Jorge, por exemplo, foram arrecadados R$ 2.410.333,33. Rui Costa Pimenta não encaminhou as receitas do comitê. Já o do candidato Levy Fidelix (PRTB) recebeu R$ 103 mil, sendo R$ 100 mil doados pela empresa UTC. O comitê financeiro do candidato do PSDC, Eymael, recebeu apenas R$ 600.

Online Drugstore, purchase discount cialis online, Free shipping, fluoxetine purchase online, Discount 10%